Início » Táxi e “Uber”: 4 plataformas que aceitam diferentes modais

Táxi e “Uber”: 4 plataformas que aceitam diferentes modais

Ilustração de uma mão clicando no celular, ela está configurando um cartão de crédito. Ao lado está escrito: táxi e "uber": quatro plataformas que aceitam diferentes modais

Com a chegada da categoria táxi no Uber, a empresa se torna mais uma a aderir à opção de multimodal no aplicativo, mas ela não é a única.

É cada vez mais evidente que a grande tendência no mercado da mobilidade urbana é a integração dos modais.

Por isso, a cada novo evento sobre o assunto, os especialistas reafirmam o caminho de um serviço único, que integre ônibus, carro particular, moto, táxi, metrô e qualquer outro modal de transporte.

Afinal, para grande parte da população, é muito raro que um deslocamento seja realizado apenas por um modal.

No transporte individual de passageiros, ou seja, táxi, mototáxi ou carro particular, o caminho é o mesmo.

Apesar das “rivalidades” entre alguns profissionais do setor, a tendência é que esses serviços se unam de alguma forma.

Prova disso são os aplicativos que já oferecem em sua plataforma, a possibilidade do cliente comparar e poder escolher entre os três principais modais de transporte individual.

Hoje, falaremos de quatro plataformas que já possibilitam que os passageiros escolham um serviço de um motorista particular ou de um taxista.

Uber

No final de julho de 2020, a Uber anunciou que passaria a cadastrar taxistas em sua plataforma.

A primeira cidade do Brasil a receber a novidade é São Paulo.

É válido lembrar que a capital paulista é uma das principais operações da Uber no mundo.

Ela inclusive já foi anunciada pela empresa como a cidade que mais solicita transporte pelo app em todo o planeta.

Assim, apesar da polêmica rivalidade que sempre existiu entre motoristas de aplicativos e taxistas, o principal app de transporte em operação no Brasil decidiu dar esse importante passo, ampliando suas opções de modais.

Segundo a diretora geral da Uber no Brasil, a opção de táxi é uma demanda recorrente dos clientes corporativos da empresa, que gostam de usar o serviço dos taxistas, mas também desejam contar com as ferramentas de tecnologia da multinacional norte-americana.

Além disso, uma vantagem oferecida pelos serviços de táxi, especificamente na cidade de São Paulo, é a possibilidade de usar as faixas exclusivas para ônibus, poupando tempo em suas viagens.

Os preços da categoria seguem a tabela definida pela legislação municipal. Assim, o taxista, ao final da viagem, insere o valor definido pelo taxímetro.

Esse foi um dos dois grande movimentos feitos pela Uber, em um curto período, relacionado ao modal de táxi. Como noticiamos aqui no blog, a empresa adquiriu no Reino Unido a plataforma Autocab, especializada em despacho de corridas de táxi.

99

Curiosamente, a 99 fez o caminho inverso da Uber. Ou seja, ela nasceu como um serviço de tecnologia voltado aos taxistas e hoje tem como seu carro-chave a categoria Pop, de carros particulares.

Porém, ela também é uma plataforma que oferece os dois tipos de modais.

Atualmente, o cliente 99 pode comparar os preços e serviços de motoristas particulares e de taxistas. Além disso, em alguns locais, também há a opção 99Top/Luxo, que são os táxis pretos de alto padrão.

A opção de multimodal da empresa brasileira, comandada pelos chineses da Didi, rendeu à ela boas parcerias e contratos, como por exemplo, com a prefeitura de São Paulo. Em 2017, a 99 venceu a licitação para realizar o transporte dos servidores públicos da prefeitura.

Cabify

A espanhola Cabify também é um aplicativo multimodal. Afinal, desde meados de 2018, o app oferece serviços de táxi em sua plataforma.

Os táxis são frutos de uma parceria com um outro app, o da Easy Taxi, que foi descontinuada e integrada à Cabify em 2019.

Dois anos antes, em 2017, a espanhola comprou a Easy Taxi e passou a oferecer dentro do seu aplicativo o serviço dos taxistas da plataforma. A princípio, os dois apps existiam separadamente. A única diferença é que os taxistas cadastrados na Easy recebiam corridas também dos passageiros que solicitavam uma viagem de táxi pela Cabify.

No entanto, em 2019, a empresa decidiu fechar o aplicativo da Easy Taxi. Dessa forma, quem abrisse o antigo app era redirecionado para a Cabify.

Na época, a mudança permitiu que a Cabify expandisse sua atuação de oito para 39 cidades do Brasil.

Machine

Ao contrário da 99, Uber e Cabify, a Machine não é um aplicativo multimodal, mas uma plataforma multimodal.

Isso significa que empreendedores e cooperativas de táxis ou de motoristas particulares podem usar a plataforma para oferecer aos seus clientes os dois tipos de serviço.

Assim, é possível ter o seu próprio aplicativo de transporte, que ofereça tanto carros particulares quanto táxis.

A plataforma nasceu como a Taxi Machine, mas logo passou a oferecer serviços também para empresas de mototáxi, a Moto Machine, e carro particulares, a Driver Machine.

Atualmente, a plataforma permite unir todos os modais no mesmo aplicativo.