Início » StopClub: a rede social dos motoristas de app

StopClub: a rede social dos motoristas de app

logotipo Stop Club

O StopClub é um aplicativo com diversas funcionalidades essenciais para o dia a dia do trabalho de um motorista de app.

Em fevereiro de 2021, o Jornal O Globo publicou a história de uma empresa carioca que estava funcionando como uma espécie de RH para motoristas de aplicativo.

O objetivo era gerar condições mínimas de trabalho para que esses profissionais pudessem exercer sua função, como banheiros, locais de descanso, para esquentar comida, além de serviços como troca de óleo e limpeza do veículo.

O StopClub, que começou em 2017 em um estacionamento no bairro do Humaitá, Rio de Janeiro, passou por uma verdadeira transformação nos últimos meses e, de um espaço físico que servia de ponto de apoio para motoristas, transformou-se em um app indispensável para a segurança de quem ganha a vida no volante.

Conversamos com Luiz Gustavo Neves, cofundador da empresa, para entender o que é e como funciona o StopClub.

Você já parou para pensar como é difícil a vida do motorista de app?

Certo dia, Pedro Inada, um dos sócios do Luiz no StopClub, abriu a porta do escritório e fez essa pergunta para ele.

Luiz conta que pensou por um segundo e respondeu: “Acho que não é muito diferente da vida difícil do taxista, não?”.

Pedro então propôs que eles pesquisassem mais a fundo o assunto. Então, os dois montaram um questionário, colocaram o computador debaixo do braço e começaram a pegar várias corridas de app pelo Rio de Janeiro.

Ao todo, conversaram com mais de 100 motoristas para entender quais eram seus principais desafios e dificuldades durante o trabalho.

Ouviram de tudo. Queixas sobre falta de grana, problemas de segurança e falta de socialização com outros motoristas.

Com isso, tiveram a ideia de pegar espaços ociosos na cidade e transformar em pontos de apoio para os motoristas, em que eles pudessem parar o carro com segurança, descansar e ter um banheiro limpo.

A proposta inicial deu certo e logo os motoristas começaram a usar os espaços disponibilizados pela empresa.

Porém, havia um problema. O modelo de negócio era pouco escalável e mesmo com os investimentos que a empresa recebeu – US$ 300 mil do Canary e U$ 1 milhão com a Redpoint – era difícil levar o serviço para todos os cantos do Brasil.

Ainda por cima, chegou a pandemia e a empresa foi obrigada a fechar todos seus pontos físicos.

O período foi difícil, mas a empresa logo passou por uma adaptação.

Uma das primeiras iniciativas foi realizar uma parceria com uma empresa de limpeza hospitalar para oferecer a desinfecção em veículos de aplicativos para combater o COVID.

Mas a maior mudança veio há menos de 2 meses.

As funcionalidade do app do StopClub

O StopClub passou a manter apenas um ponto de apoio presencial, que também serve como sede da empresa.

Por lá, eles conseguem manter um contato direto com o motorista, ouvindo cada uma de suas solicitações.

Luiz Gustavo conta que além das dificuldades financeiras, outros problemas presentes na vida de um motorista de app são a insegurança e o desequilíbrio da relação entre motoristas e passageiros nas plataformas.

Segundo ele, uma reclamação do passageiro acaba sendo levada muito mais em conta e, sem ter seu direito de defesa, muitos motoristas acabam sendo excluídos das plataformas.

Por isso, ouvindo cada uma dessas solicitações, o StopClub desenvolveu um app gratuito que conta com diversas funcionalidades de segurança que auxiliam os motoristas nestes desafios.

Câmera secreta

Câmera secreta
Foto: StopClub/divulgação

O aplicativo conta com uma câmera secreta que pode ser acionada a qualquer momento.

Luiz Gustavo explica que além da segurança que a funcionalidade gera, ela dá resguardo jurídico aos motoristas que são acusados falsamente de praticar alguma irregularidade.

Walkie Talkie

O confundador do StopClub conta que uma das principais diferenças entre motoristas de app e taxistas, que eles notaram com as pesquisas, é que o motorista, muitas vezes, é alguém que de uma hora para outra começou a trabalhar dirigindo, não tendo um grande conhecimento da cidade inicialmente.

“O taxista tem uma comunidade muito forte, tem a manha da cidade. O motorista é um cara que muitas vezes perdeu o emprego, não sabe como sustentar a família, entra no app e no dia seguinte vai para a rua. Essa comunidade é muito descentralizada. Então a gente resolveu recriar um ambiente de trabalho dentro do aplicativo”.

Foi assim que surgiu a funcionalidade do walk talk, em que o motorista envia áudio em tempo real para outros colegas motoristas.

Grupos

Grupos no stoclub
Foto: StopClub/divulgação

O app do StopClub também permite que os motoristas criem grupos de amigos com salas de áudio.

“É como se você estivesse em uma sala de conferência e por lá os motoristas podem se comunicar em tempo real com seus colegas de trabalho. Temos visto o pessoal usando muito para monitoramento. Inclusive tivemos um caso importante em que o motorista foi assediado durante uma corrida e conseguiu transmitir o áudio para os colegas. Caso ele tivesse algum problema jurídico, teria 4 testemunhas para defendê-lo”.

Alguns motoristas influenciadores também usam o StopClub para montarem grupos de mentoria.

Radar

radar no aplicativo do stopclub
Foto: StopClub/divulgação

Junto ao walk talk, outra funcionalidade de segurança é o radar, em que o motorista consegue compartilhar em tempo real a sua localização com os colegas.

É possível escolher qual colega pode ver sua localização e em qual momento.

Luiz Gustavo explica que os motoristas já fazem isso dentro do Whatsapp. No entanto, o StopClub consegue pular etapas, fazendo com que tudo aconteça dentro do aplicativo de forma muito rápida.

Objetivo é ser um superapp para motoristas

Segundo o cofundador da empresa, o StopClub será sempre gratuito.

“Queremos ter um produto que funcione e ajude os motoristas. Nosso app está no ar há menos de 2 meses e já temos mais de 42 mil usuários em mais de 500 cidades no Brasil e outros 100 usuários nos EUA”.

Até o final do ano, a expectativa é alcançar 200 mil usuários.

Luiz Gustavo explica que o objetivo agora é fazer com que mais motoristas usem o app para que no futuro, o StopClub consiga atrair estabelecimentos parceiros e ofereça produtos dentro da plataforma.

“Vamos ser gratuitos para sempre, mas nada impede que no futuro tenhamos produtos à venda, à disposição dos usuários”.

O StopClub também trabalha com a expectativa de conceder seguros de saúde em condições especiais para motoristas e seus familiares.

“Queremos cuidar da parte chata da vida do motorista. Quando trabalhamos em uma empresa, temos o RH que cuida de condições bacanas pra gente. Agora, os motoristas passam 12 horas dentro do carro e não contam com ninguém e a gente quer ser o lugar em que ele encontra tudo que precisa”.

Para mais informações, acesse o site stopclub.com.br


A Machine é a principal tecnologia para criação de aplicativos de transporte e entregas do Brasil. Juntos, os apps desenvolvidos com nossa tecnologia já tiveram mais de 130 milhões de solicitações.