Início » Spark Delivery: serviço de entregas do Walmart com carros particulares

Spark Delivery: serviço de entregas do Walmart com carros particulares

Na imagem, vários legumes à exposição, ao lado está escrito: spark delivery: serviço de entregas do walmart com carros particulares

Nos Estados Unidos, a multinacional possui uma plataforma para cadastro de motoristas que desejam fazer entregas de supermercado, o Spark Delivery.

Se você está acompanhando o blog da Machine nas últimas semanas, sabe que regularmente estamos falando dos desafios da última milha da entrega.

A crise provocada pelo novo coronavírus intensificou os desafios dessa etapa final da compra online.

Dados de diversas associações e consultorias mostram que o mercado tem passado por um pico de demanda nesses últimos meses.

Dessa forma, fica cada vez mais evidente o desafio de entregar os produtos no menor tempo possível.

Mas, como já falamos, essa não é uma questão recente.

Varejistas do Brasil e do mundo já buscaram diversas soluções para esse problema. Uma dessas é o Spark Delivery, uma plataforma para motoristas realizarem entregas de produtos de supermercados do Walmart.

O serviço iniciou em setembro de 2018, nos Estados Unidos. Inicialmente, atendia apenas duas cidades do país e, hoje, já abrange 170 cidades de 37 estados norte-americanos.

Vale lembrar que, no Brasil, o Walmart atua desde 2019 com o nome Big e não possui esse tipo de serviço.

No entanto, diante do aumento da demanda de entregas, e da oferta de motoristas dispostos a realizar esse tipo de serviço, abre-se aí uma interessante oportunidade de negócio para estabelecimentos comerciais e empresas de entregas.

O lançamento do projeto

O Walmart é uma das principais redes de varejo do mundo.

Segundo matéria publicada pelo Valor Econômico, a empresa teve, no chamado quarto trimestre fiscal, um lucro líquido de mais de 4 bilhões de dólares.

No entanto, como muitas outras gigantes do setor, a empresa constantemente falhava na busca por uma solução eficaz na sua entrega.

O estudo “The Last mile: a nova proposta do varejo para se reinventar”, que já trabalhamos algumas vezes aqui no blog, cita a varejista como um dos casos de empresas focadas em resolver esse desafio.

Antes do Spark Delivery, a empresa já havia realizado parcerias com o Google, para utilização de carros autônomos que deslocassem os clientes até suas lojas, com a Uber e Lyft e, até mesmo, “contratado” seus próprios funcionários para realizar as entregas em seus bairros fora do expediente de trabalho.

Em matéria publicada pelo Canal Tech, durante o lançamento do projeto, o Spark Delivery seria “a solução para um problema que a companhia vem enfrentando há anos, com diversas iniciativas consideradas fracassadas ou com resultados abaixo do esperado”.

Além disso, o site também explicou que a plataforma concorreria com a Amazon, que já possuía sua própria frota para entregas dos produtos da empresa.

A Spark Delivery nasceu de uma parceria com a empresa Delivery Drivers Inc., um serviço norte-americano especializado em entregas com carros particulares.

Dessa forma, o Walmart acabou terceirizando todo o processo de recrutar motoristas, checar antecedentes e, também, pagar os profissionais. Tudo fica a cargo da empresa.

Como funciona o Spark Delivery?

Segundo o site do serviço, o Spark Delivery é uma solução para as entregas das compras de supermercado do Walmart. “Os consumidores podem comprar seus produtos online para serem entregues em seus lares ou no trabalho. Funcionários do Walmart recebem o pedido e os motoristas cadastrados no Spark Delivery realizam a entrega”.

Em um vídeo explicativo, é possível perceber que o sistema é parecido com o de aplicativos de transporte como Uber ou 99.

Dessa forma, um motorista independente recebe uma oferta de serviço, com horário agendado para a retirada da mercadoria.

Assim, em caso de aceite, o motorista dirige até a loja do Walmart e estaciona seu veículo em um espaço destinado aos entregadores.

No local, ele confirma sua chegada no aplicativo e aguarda o funcionário do supermercado chegar com as encomendas do cliente. Caso ele não chegue em 5 minutos, o motorista pode telefonar para um número disponível no local.

Após a chegada do funcionário, o motorista recebe um cartão com instruções para entrega e abre seu porta mala para carregar com os produtos.

Então, o produto é colocado pelo funcionário no carro do motorista, que parte em direção à entrega.

Caso haja qualquer contratempo, o motorista pode entrar em contato com o suporte da empresa.

Ao chegar no local, a entrega dos produtos é feita e o motorista coleta a assinatura eletrônica do cliente.

Caso não haja ninguém no local, a orientação é para que se aguarde cinco minutos e entre em contato com o suporte. Caso o suporte também não consiga contato com o cliente, o motorista retorna ao Walmart para que seja feita a devolução dos produtos.

O vídeo também alerta que, no caso de reclamações ou produtos danificados, o consumidor deve entrar em contato com o Walmart, e não há nenhuma responsabilidade do motorista.

Para conferir o vídeo na íntegra, acesse o site da Spark Delivery (em inglês).