Início » Quem é Silvia Penna? A nova chefe da Uber no Brasil

Quem é Silvia Penna? A nova chefe da Uber no Brasil

Silvia Penna

Engenheira civil formada pela Universidade Federal de Minas Gerais, Silvia Penna era a gerente de operações da empresa e agora substitui Claudia Woods.

Na última terça-feira, dia 19, o portal NeoFeed revelou com exclusividade que a Uber encontrou a substituta de Claudia Woods, ex-diretora-geral da empresa no Brasil.

Trata-se de Silvia Penna, que até então comandava o setor de operações da empresa.

Há pouco mais de 5 anos na Uber Brasil, Penna entrou em outubro de 2016 como diretora de logística e operação.

Desde então, a engenheira passou por cargos de chefia regional até chegar na gerência de operações em junho de 2020.

Formação e carreira profissional

Formada em 2011 pela Universidade Federal de Minas Gerais, Silvia Penna é mestre em administração estratégica pela Universidade de São Paulo.

A nova diretora-geral também tem cursos no Insper e na Harvard Business School Executive Education.

Sua carreira profissional começou em abril de 2008, como estagiária na MRV Engenharia.

Antes de chegar na Uber, a empresária também passou pela OEC (Odebrecht), OR Imobiliária e a consultoria Gradus.

Números da Uber no Brasil

Em comunicado divulgado aos funcionários da Uber e republicado pelo NeoFeed, a empresária disse estar feliz e honrada em assumir a responsabilidade de conduzir o negócio no maior mercado em volume de viagens da Uber no mundo. “Sei que a extensão e a complexidade dos meus desafios são tão grandes quanto a escala do nosso negócio no país”.

Em 2018, a Uber revelou que o Brasil era o segundo maior mercado da empresa no mundo.

Naquele ano, a empresa faturou aproximadamente 3,7 bilhões de reais com a operação no país.

Os dados mostravam um crescimento impressionante da Uber no Brasil. Houve um aumento de 306% no faturamento em relação a 2016 e de 15% em relação a 2017.

Em agosto de 2020, última atualização do report de Fatos e Dados sobre a Uber, a empresa anunciou que possui 1 milhão de motoristas e entregadores cadastrados e os mesmos 22 milhões de usuários, sendo somados os clientes de entrega e transporte de passageiros.

Em julho de 2021, quando a Uber completou 7 anos de operação no Brasil, a empresa divulgou uma nota com alguns números interessantes:

  • R$ 68 bilhões pagos a motoristas e entregadores parceiros durante os anos;
  • R$ 4,2 bilhões em tributos, federais (PIS, Cofins e Imposto de Renda) e municipais (ISS e outros).

A Machine é a principal tecnologia para criação de aplicativos de transporte e entregas do Brasil. Juntos, os apps desenvolvidos com nossa tecnologia já tiveram mais de 130 milhões de solicitações.