Início » Quanto cobrar por km rodado na moto?

Quanto cobrar por km rodado na moto?

ícone de um velocímetro

Para descobrir quanto cobrar por km rodado na sua moto, calcule seus principais gastos ou realize uma pesquisa nas empresas da região.

Apesar da multiplicação dos aplicativos de entregas, muitos motoboys preferem trabalhar por conta própria, fora das grandes plataformas.

Por isso, é importante que o profissional saiba a melhor forma de precificar o seu trabalho. Recentemente lançamos aqui no blog um conteúdo mostrando como as grandes empresas de entrega tabelam os preços dos serviços dos seus motoboys.

Já falamos também como os clientes que usam o módulo de entregas da Machine podem cobrar pelos seus serviços.

Geralmente, uma empresa de motoboy leva em consideração diversos fatores na hora de definir o preço de uma corrida, como:

  • Valor mínimo;
  • Preço por km;
  • Quantidade de coletas/entregas;
  • Tempo de espera.

Muito motoboys autônomos preferem cobrar um preço fechado por km rodado.

Sabendo quanto cobrar por km rodado na moto, um motoboy autônomo ou até mesmo uma pequena empresa, já tem uma base para começar seus serviços.

Calcule seus principais gastos e adicione uma margem de lucro

A primeira forma para descobrir quanto cobrar por km rodado na sua moto é fazer o cálculo dos seus principais gastos para realizar o serviço.

O consumo de combustível da sua motocicleta é o primeiro passo que deve ser levado em consideração para determinar o preço da sua quilometragem.

Para calcular o consumo de combustível da sua moto, basta pegar a quilometragem do veículo na hora de abastecer e subtrair pela quilometragem que estava quando encheu o tanque.

Depois, divida o resultado pela quantidade de litros que faltam para encher totalmente o tanque.

Por exemplo, o motoboy João foi abastecer sua moto, olhou a quilometragem e viu que ela estava com 100 Km rodados. Tempos depois, foi abastecer novamente e antes de encher, percebeu que ela estava com 200 Km rodados.

Para encher o tanque, ele precisaria de mais 4l de combustível.

Assim, o consumo da moto de João é:

(200km – 100km)/4l = 25km/l

Com o consumo médio do combustível em mãos, o motoboy deve acompanhar atentamente o preço do combustível para inserir no valor do seu serviço.

Por exemplo, vamos imaginar que o combustível está a R$ 5,50. Se o consumo da moto é de 25km/l, isso significa dizer que ele gasta R$ 5,50 a cada 25km. Então, quanto ele gasta a cada 1km? Basta dividir o preço do combustível pelo consumo médio da moto.

Dessa forma, temos que a moto gasta por km, R$0,22.

Você deve adicionar também seus custos com manutenção, IPVA e todos os outros gastos adicionais que você tem como motoboy.

Para descobrir esses custos por km, basta você pegar o valor cheio mensal e dividir pela quilometragem média que você percorre para realizar seus serviços no mês.

Por exemplo, se eu gasto R$ 50 com a manutenção da minha moto e percorro 1000 km por mês, estou gastando R$ 0,05 por km rodado.

A indicação é que você abra uma planilha e calcule tudo.

Nosso parceiro Fernando Dutra, o Floripa, publicou no seu canal uma tabela dos principais gastos de um motorista de aplicativo. Ela também pode servir para os motoboys calcularem os seus gastos.

Com todos os gastos calculados, você deve adicionar a sua margem de lucro, ou seja, o que você vai de fato colocar no bolso.

Segundo o blog do Convenia, uma empresa de serviços deve trabalhar com uma margem de lucro de 20%. Dessa forma, pegue o valor dos seus gastos por km e acrescente sua margem de lucro.

Exemplo, se você calculou que seu gasto por km é de R$1,80, acrescentando os 20% de lucro, você deve cobrar R$2,16 por km.

Faça pesquisas na sua cidade

Se você não deseja ficar fazendo tantos cálculos, uma alternativa é entrar em contato com as empresas de motoboy e os motoboys autônomos da sua cidade e, como um cliente oculto, pedir um orçamento.

Dessa forma, você vai entendendo como as empresas da região cobram e pode ter uma base para achar o seu próprio preço.