Início » Pedala: entregas sustentáveis para e-commerces

Pedala: entregas sustentáveis para e-commerces

Ilustração de um entregador em sua bicicleta, ele carrega uma caixa na parte traseira. Ao lado está escrito "Pedala: entregas sustentáveis para e-commerces"

Pedala é a maior empresa focada em entregas sustentáveis para e-commerces do Rio de Janeiro.

A proteção ao meio ambiente tem se tornado uma pauta cada vez mais presente no contexto empresarial. 

Nesse cenário, alguns termos como logística verde e ecodelivery vêm ganhando cada vez mais espaço no mercado.

Dessa maneira, empresas focadas em soluções e entregas sustentáveis estão aparecendo para fomentar a sustentabilidade em um setor tão conhecido por emissão de gases poluentes.

Entregas com bicicletas, patinetes e outros veículos movidos a energia elétrica são a aposta do momento.

No Brasil, uma empresa do Rio de Janeiro oferece esse tipo de serviço: a Pedala.

O que é a Pedala?

Pedala é uma empresa carioca fundada em 2015 por Alexandre Messina e Vinicius da Justa. Inicialmente, as operações aconteciam apenas nas cidades de Niterói e Rio de Janeiro, mas atualmente as operações já alcançaram, também, o município de São Paulo.

Ela atua otimizando o last mile delivery, isto é, a última milha da entrega, o momento em que o produto sai da loja ou do centro de distribuição até o momento em que ele chega nas mãos dos clientes. A missão da Pedala é tornar esse processo sustentável.

De acordo com a empresa, desde a criação já foram realizadas mais de 300 mil entregas, o que torna a Pedala a maior empresa focada em entregas sustentáveis para e-commerces do Rio de Janeiro.

Atualmente, a startup faz mais de mil entregas diárias. Entre as grandes metas da empresa está a implementação de carros elétricos.

Grandes empresas como Americanas, Submarino e Netshoes estão entre as clientes da Pedala. 

Ao fim de todo mês, esses parceiros recebem um relatório que detalha quanto de gás carbônico eles deixaram de emitir, optando pela entrega sustentável.

Além de realizarem as entregas de bicicleta, um outro diferencial da empresa é que o pedido chega ao consumidor final em até 24h após a compra.

A utilização de bikes torna o processo mais rápido e barato, uma vez que os custos com manutenção e gasolina se tornam desnecessários.

Os entregadores recolhem os produtos diretamente dos centros de distribuição.

  • omni-channel: quando os clientes estão próximos e há estoque disponível, os entregadores recolhem os pedidos direto da loja, não de centros de distribuição;
  • via marketplaces: os entregadores coletam as encomendas de sellers (uma loja virtual onde o consumidor pode comprar produtos de diferentes fabricantes dentro do mesmo site) como Americanas, Submarino e Shoptime e levam até o cliente.

Para entregas fora das cidades de atuação, os produtos são levados até um hub de distribuição e depois direcionados para os Correios.

Venda para a Ame

A startup, que é resultado de um investimento conjunto entre Bossa Nova Investimentos e BMG UpTech, alcançou um capítulo importante da sua história em 2019: alcançou o exit.

O termo é utilizado para empresas que chegam em um patamar onde os sócios/investidores podem sair, ou seja, quando eles vendem seu percentual do negócio

A Pedala foi vendida para a Ame, empresa do grupo B2W, dona das Lojas Americanas, Ponto Frio e Shoptime, para impulsionar o processo logístico da companhia.

Contudo, valores e detalhes do negócio não foram divulgados.

Sobre a venda, o CEO do BMB UpTech, Rodolfo Santos, falou ao portal Startupi: “Alcançar um exit é importante para todos os envolvidos. É uma oportunidade para a startup ganhar escala, se desenvolver ainda mais e atingir novos mercados. Além, claro, do retorno financeiro aos fundadores do negócio e aos investidores que apoiaram o projeto”.