Início » O uso de apps de transporte nos últimos 10 anos

O uso de apps de transporte nos últimos 10 anos

O uso de apps de transporte nos últimos 10 anos

A tecnologia transformou o dia a dia das pessoas. Assim, os apps de transporte se destacaram como um dos novos hábitos mais comuns nos últimos anos.

Foram muitas as mudanças tecnológicas nos últimos anos e, nesse panorama, a área da mobilidade foi uma das mais “atingidas” por essas transformações. Com o “boom” do uso de smartphones, a tecnologia foi democratizada, e novos produtos e serviços disponibilizados para os usuários, como os aplicativos de transporte.

Além do surgimento e do uso (muitas vezes excessivo) dos smartphones, há outros fatores que justificam a utilização frequente dos aplicativos de transporte nos últimos dez anos. Crises financeiras, a urbanização constante e, em contraponto, a experiência da comodidade são algumas delas.

No quesito crises financeiras, que atingem à população e seus hábitos de consumo, os apps de transporte passaram a auxiliar tanto os motoristas, quanto os seus passageiros. Além das empresas, é claro.

As empresas concedem descontos, em prol de atrair e fidelizar os seus clientes e, esses, conseguem usufruir de um serviço, muitas vezes, superior aos de outros transporte, por um preço acessível. Dessa forma, mesmo em contextos de crise financeira, foi possível economizar dinheiro sem perder a qualidade do serviço.

Número de carros cresceu 70%

Já em relação à urbanização, a problemática se deve ao grande número de carros nas ruas, o que ocasionaria o trânsito excessivo nas grandes cidades. Segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nos últimos dez anos houve crescimento de 70% na quantidade de automóveis no Brasil. Se no ano de 2008 eram 32 milhões de veículos, em 2018 esse número chegou a 54,7 milhões.

Esse panorama corrobora para que muitas pessoas acreditem que o grande problema da mobilidade urbana seja a quantidade excessiva de automóveis nas ruas da cidade.

Nessa perspectiva, o surgimento e o desenvolvimento de apps de transporte poderia deixar a dúvida: os aplicativos estariam prejudicando o trânsito ou auxiliando para a diminuição de carros particulares nas ruas?

Contudo, diante da questão do trânsito intenso nas grandes cidades, também fruto da urbanização constante, vale ressaltar que a tecnologia contribuiu bastante para a melhora do quadro.

Com ela, foi possível a transformação e expansão das empresas focadas em mobilidade urbana, assim como o desenvolvimento de ferramentas de geolocalização, por exemplo. Elas auxiliam seus usuários a prever o percurso, com conhecimento das rotas a serem realizadas e o tempo estimado.

O “controle” dessas informações pelos usuários de aplicativos de transporte, sejam motoristas ou passageiros, pode melhorar a experiência de transitar nas ruas da cidade.

Comodidade passou a ser fator importante

Em relação à experiência da comodidade proporcionada pelos aplicativos de transporte, cabe ressaltar que, anteriormente, esse não era o foco; o objetivo dos transportes era apenas levar os passageiros até o destino final.

Apesar disso, com a utilização dos aplicativos (Uber, Cabify, 99 Táxi), o serviço de transporte foi aprimorado, com uma padronização do mesmo, oferecendo uma experiência melhor e mais completa aos usuários de aplicativos.

Sendo assim, até mesmo deslocamentos habituais, em meio aos congestionamentos nos espaços urbanos, se tornaram mais prazerosos. Muitos passageiros, nos últimos anos, optaram pela utilização dos aplicativos até as estações dos transportes coletivos, como trem e metrô, no dia a dia de trabalho.

Logo, embora os automóveis das empresas de transporte estejam em grande quantidade nas ruas, os transportes coletivos também continuam sendo utilizados pelos mesmos passageiros.

Isso aponta para uma relação de equilíbrio e complementaridade entre ambos os tipos de transportes, aplicativos e coletivos.

Sendo assim, há indícios de que os apps de transporte, nos últimos dez anos, possam ter corroborado para maior economia, para a diminuição da quantidade de carros, de uso individual, nas ruas das grandes cidades e, também, para um serviço de transporte ainda melhor.

Além disso, também vale ressaltar que as diversas opções de transporte, atualmente, são grandes facilitadoras para o dia a dia dos passageiros.


A Machine é a principal tecnologia para criação de aplicativos de transporte e entregas do Brasil. Juntos, os apps desenvolvidos com nossa tecnologia já tiveram mais de 130 milhões de solicitações.