Início » O que é Uber Eats?

O que é Uber Eats?

O Uber Eats é o aplicativo de delivery de comida da Uber que só estará ativo no Brasil até Março.

Publicado em 29 de Setembro de 2020 – Atualizado em 24 de Janeiro de 2022

Transporte de passageiros e entregas de mercadoria são dois mercados intimamente ligados.

Afinal, ambos lidam com a mobilidade urbana, criando condições para levar algo ou alguém de um ponto a outro da melhor forma possível.

Não à toa, muitas empresas que trabalham com transporte de passageiros, também atuam no setor das entregas.

Por exemplo, você já leu aqui no blog sobre a 99Food, o braço de entregas de alimentos da 99.

Nós da Machine, também atuamos desenvolvendo tecnologia tanto para empresas de transporte quanto para empresas de entregas.

A Uber não ficaria de fora e, por isso, possui o Uber Eats, seu serviço de entregas de alimentos.

Quem abre as versões mais atualizadas do aplicativo da Uber, consegue ver que a empresa possibilita que o cliente opte por diversos serviços.

Além do já consagrado transporte por aplicativo, o app da Uber disponibiliza as opções de entregas de supermercado, através da Cornershop, e o delivery de comida com o Uber Eats.

O serviço começou em abril de 2015, inicialmente nas cidades de Chicago, Los Angeles e Nova Iorque. No entanto, a Uber já havia feito alguns esboços para a entrada no mercado de delivery.

Segundo a linha do tempo da empresa, em julho de 2012, os usuários do app nos EUA, puderam solicitar entregas de sorvete sob demanda.

Mas foi a partir de 2015 que o serviço começou a se estruturar e a se transformar no que é hoje.

No Brasil, o serviço chegou um ano depois, em dezembro de 2016. A fase inicial do aplicativo foi na cidade de São Paulo.

Como Uber Eats funciona?

O Uber Eats funciona de forma semelhante aos demais aplicativos de delivery, ou seja, oferece um cardápio virtual, com várias opções de restaurantes e de pratos.

O usuário pode pedir pelo aplicativo da Uber, pelo app próprio do Uber Eats ou através do site.

Há diversos filtros que o cliente pode selecionar para escolher um restaurante, como faixa de preço, preço da entrega, tipo de vale-refeição, além de restrições alimentares (vegetariano, vegano e sem glúten).

Como se cadastrar para trabalhar no Uber Eats?

O cadastro para realizar entregas pelo Uber Eats é feito no site uber.com/a/signup/drive/deliver/.

Para quem deseja realizar entregas com motocicletas, é necessário:

  • Ter mais de 18 anos;
  • CNH válida com EAR, categoria A;
  • Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) válido (não precisa estar em nome do condutor).

Já para quem realiza entregas com bicicletas, é necessário apenas o RG, além de ser maior de 18 anos, é claro.

Vale lembrar que a Uber também dispara algumas entregas via motoristas, principalmente quando a demanda de entregadores não é suficiente.

Já falamos sobre isso no texto Motorista Uber pode fazer Uber Eats.

Na cidade de São Paulo também é possível fazer entregas à pé.

Segundo a Uber, os ganhos dos entregadores são calculados somando três tarifas:

  • Taxa fixa por pedido coletado no restaurante;
  • Taxa fixa para cada pedido entregue;
  • Distância do restaurante ao cliente.

Além disso, em algumas cidades, há uma tarifa pelo tempo de deslocamento.

A Uber não deixa claro em seu site qual é o valor das tarifas pagas aos entregadores.

Como cadastrar meu restaurante no Uber Eats?

Para os restaurantes, o cadastro é feito no site ubereats.com/restaurant/pt-BR/signup.

O cadastro na plataforma leva alguns dias. O Uber Eats cobra uma taxa de ativação e mais uma taxa por cada venda realizada.

À princípio, as entregas são realizadas pelos entregadores cadastrados na Uber. No entanto, a empresa também permite que seja utilizado apenas o marketplace, tal como o plano básico do iFood. Mas, para isso, é necessário verificar com a empresa.

Segundo matéria do Tech Tudo, para os restaurantes que realizam suas próprias entregas, as taxas são menores e o valor da entrega é definido pelo próprio restaurante, porém o cliente final não consegue acompanhar a chegada do pedido em tempo real.

A área das entregas realizadas varia de cidade para cidade e a Uber diz avaliar cobertura e localização para ajudar a definir a região ideal para o restaurante atuar.

Ao contratar o Uber Eats, o estabelecimento faz o upload do menu, conecta-se ao painel disponibilizado pela empresa e começa a aceitar os pedidos.

O restaurante também tem acesso a um painel administrativo, onde ele consegue ver as principais informações sobre a operação.

Fim das operações do Uber Eats no Brasil

Em notícia que pegou muitos de surpresa, a Uber anunciou o fim das operações do Uber Eats no Brasil.

O principal motivo seria a grande concorrência que o iFood representa. O app, que é a principal plataforma de marketplace de restaurantes do Brasil, com 80% de participação de mercado, enfrenta inclusive denúncias na Justiça sobre um possível monopólio.

“O iFood criou uma barreira de mercado brutal, impedindo que os restaurantes se cadastrem em outros marketplaces, e reduzindo a competitividade a ponto de tornar inviável para os novos entrantes.”

Brazil Journal

A previsão é que a partir de 7 de março as operações dessa linha sejam totalmente interrompidas. A empresa planeja divulgar nos próximos dias uma comunicação específica para seus clientes e colaboradores.

Com 10% da participação do mercado do delivery e números que indicavam um crescimento mundial na lucratividade do Uber Eats a decisão pode ter sido surpreendente.

Quando entrei na empresa em 2017, o Uber Eats era um negócio de US$ 2,5 bilhões. E já vamos superar os US$ 50 bilhões agora. Em termos de volume, o delivery se tornará maior do que a parte de corridas, principalmente porque vamos para o mercado, para a farmácia e para todo tipo de comércio local. É um negócio maior.”

Dara Khosrowshahi, CEO da Uber na reportagem dada ao The New York Times

Apesar disso, a operação em território brasileiro não estava mostrando retorno de acordo com as expectativas da empresa. A Uber continuará a atuar com gêneros alimentícios apenas através da Cornershop, braço da empresa que realiza entregas de supermercados.


A Machine é a principal tecnologia para criação de aplicativos de transporte e entregas do Brasil. Juntos, os apps desenvolvidos com nossa tecnologia já tiveram mais de 130 milhões de solicitações.