Início » Loggi: o que é e como funciona?

Loggi: o que é e como funciona?

Ilustração de uma moto da cor amarela, ao lado está escrito "Loggi: o que é e como funciona?"

A Loggi é um aplicativo de entregas via motoboy que conecta estabelecimentos e pessoas físicas a entregadores cadastrados.

De acordo com um estudo do Google apresentado no Brazil at Silicon Valley, que menciona as startups mais procuradas no buscador. Entre as principais, todas são de delivery: iFood, Rappi, Liv Up e Loggi. A última, por sinal, teve aumento de 94% nas buscas. 

Neste setor, os aplicativos são divididos entre os que possuem o marketplace, ou seja, em que você pode realizar compras diretamente no app, que é o caso do iFood ou Rappi, e aqueles sem o marketplace, focados na entrega e no transporte de mercadorias, como os apps que usam o módulo de entregas da Machine e a Loggi.

A empresa se declara como um aplicativo de entregas via motoboy. Ela funciona como uma intermediária conectando clientes a entregadores.

História da empresa

Em entrevista ao portal StartSe, o fundador da Loggi, Fabien Mendez, destrinchou a própria história e a da empresa que fundou e preside até hoje.

Fabien começou a trabalhar como analista de fusões e aquisições na J.P Morgan, uma das principais consultorias financeiras do mundo. Oriundo do mercado financeiro, após conseguir um emprego, veio morar no Brasil, e logo, começou a empreender no país.

Contratado como executivo da BNP Paribas, maior banco de investimento da França, desembarcou na capital paulista como funcionário, mas tempos depois decidiu abrir seu próprio negócio.

Curiosamente, apostou no mercado de transporte de passageiros por aplicativo, com o app GoJames. No entanto, em um país em que até então nem a Uber atuava e sem a regulamentação apropriada (que era quase inexistente), o negócio não durou muito. Porém, a enorme vontade de empreender permaneceu.

Segundo o blog da Loggi, ao observar o intenso fluxo de motoboys no país e as falhas na organização e no processo de entrega como um todo, decidiu investir no ramo para otimizar a operação.

Assim, o app passou a facilitar a vida de pessoas físicas e jurídicas. Bastava baixar o aplicativo, encontrar um mensageiro disponível e dar todas as instruções para entrega ou retirada de pacotes, encomendas ou documentos.

Como funciona a Loggi?

A Loggi é um app de logística com o objetivo de intermediar entregas de pessoas jurídicas ou físicas. 

Ela não é uma transportadora. Segundo a empresa, apenas realiza a ligação entre as duas partes envolvidas na entrega.

Dentro do aplicativo, o cliente vai solicitar uma entrega e um entregador vai aceitá-la. 

Com o pedido aceito, a Loggi envia uma mensagem de texto ou e-mail, e o cliente pode rastrear o trajeto completo.

Além das entregas pessoais, a empresa trabalha com escritórios, e-commerces e restaurantes. 

A Loggi disponibiliza notas fiscais e relatórios de trajeto. Para ter acesso, basta consultar o histórico do remetente no app.

Para motoristas

Para registrar o interesse em ser um entregador, a pessoa precisa seguir três passos simples: 

  • Baixar o app “Loggi Para Entregador”;
  • Preencher os dados;
  • Enviar fotos dos documentos solicitados. 

Pagamento

A Loggi trabalha com duas formas de pagamento: repasse semanal ou mensal. 

No primeiro caso, a empresa deposita o dinheiro na conta dos entregadores entre quarta e sexta-feira. O valor é referente ao que foi realizado na semana anterior, ou seja, até domingo 23h59 (de Brasília).

O valor mínimo de repasse é de R$9,90. Contudo, existe uma tarifa fixa de R$8,90, referente aos custos operacionais do repasse semanal. 

Caso o valor mínimo não seja atingido, a tarifa não é cobrada e o dinheiro não é repassado – é preciso acumular até atingir esse valor mínimo.

Já no repasse mensal, o entregador recebe o pagamento na primeira quinta-feira útil do mês. 

Nesse caso, o valor é referente a todos os ganhos do mês anterior. Diferente do repasse semanal, nessa categoria não se cobra tarifa fixa pela operação. 

Para empresas

Para ser uma empresa parceria, é necessário criar uma conta corporativa. 

O interessado deve acessar o site da Loggi, escolher a opção “Criar Conta”, e preencher os dados. Depois de aprovado, o dono da conta se tornará o usuário administrador e poderá incluir seus funcionários na plataforma. 

A Loggi segue um modelo de precificação: agenciamento do frete + pagamento do entregador. 

A empresa envia um resumo de cobrança aos parceiros onde detalha os seguintes valores:

  • Total a pagar;
  • Taxa de concessão mensal;
  • Total consumido com as entregas expressas.

Para clientes

O cadastro para clientes ocorre exatamente da mesma forma para todos: empresas e pessoas físicas. 

Para realizar pedidos, basta clicar na aba “Novo pedido”. Nesta aba será inserido o endereço do local de retirada da encomenda. 

Em seguida, é possível detalhar as instruções para o entregador, especificando se é um pacote ou um documento, quem é o responsável, etc. Caso deseje, você pode rastrear o pedido e ser informado através de notificação por e-mail ou SMS.

O próximo passo é preencher as informações do local de entrega, seguindo os mesmos passos do local de retirada. Contudo, caso seu pedido tenha mais de dois pontos, clique em “+” e repita o mesmo processo.

A próxima etapa é informar se o mensageiro vai precisar realizar outras funções além da entrega, como, por exemplo, ir ao correio, cartório etc. 

O pagamento é feito, exclusivamente, por cartão de crédito. A Loggi aceita apenas duas bandeiras: Mastercard e Visa.

Preço

O valor varia de acordo com a cidade da entrega. 

A Loggi oferece um valor inicial, mas se houver mais de um ponto no trajeto, a forma de cobrança passa a ser: valor fixo + km rodado + pontos adicionais. 

Os valores fixos são:

  • Cidades metropolitanas: a partir de R$ 14,90
  • Interior de São Paulo: a partir de R$ 11,90
  • Norte e Nordeste: a partir de R$ 9,90
  • Centro oeste: a partir de R$ 11,90
  • Sul e sudeste: a partir de R$ 11,90 

Cidades em que opera 

Atualmente, a empresa opera nas maiores cidades do país, como Brasília, Curitiba, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro. 

Para saber sobre todas as cidades em que a empresa opera, é preciso ser um mensageiro parceiro e clicar na aba “Fazer uma entrega” no app. 

Por lá estão listadas todas as regiões disponíveis.