Ilustração de um alvo, ao lado está escrito: como pensar em um nome criativo para empresa de motoboy

Como pensar em um nome criativo para empresa de motoboy?

O nome é a grande marca do negócio, como clientes e parceiros conhecem a empresa. Por isso, há a importância de um nome criativo para empresa de motoboy.

Criar o nome da empresa é um dos grandes passos que o empreendedor dá na construção do negócio.

Afinal, é como ela será conhecida, divulgada e chamada por clientes, colaboradores e possíveis investidores.

Em relação às empresas de motoboy, não é diferente. Em um mercado tão competitivo, conseguir se diferenciar já no ponto de partida é uma vantagem.

Além disso, a internet trouxe duas caraterísticas que tornam a escolha por um bom nome ainda mais relevante. A otimização para mecanismos de buscas – e lojas virtuais – e a URL dos sites.

A realidade é que não há fórmula mágica mas, sim, alguns passos que o dono da empresa pode seguir para chegar a um nome criativo, bonito e que fixe na cabeça e na boca das pessoas.

Antes, uma breve história

Nada melhor do que um exemplo prático para entender como funciona a construção de um nome criativo para uma empresa de motoboy, não é mesmo?

E o exemplo vem do norte do Brasil, da empresa Juma Entregas. A Juma é, hoje, um dos principais serviços de entregas rápidas da região.

Criada em Porto Velho pela empresária Bruna Bassegio, o negócio nasceu como uma central de motoboys e, atualmente, atua por meio de um aplicativo, conectando restaurantes, farmácias e demais estabelecimentos comerciais aos melhores entregadores da região.

Com certeza, um dos pontos altos da Juma é o nome: simples, direto e muito fácil de memorizar.

Bruna conta que as pessoas sempre têm muita curiosidade para entender a origem do nome da empresa.

Juma nada mais é do que a junção de dois nomes, e uma homenagem de Bruna para duas pessoas essenciais em sua vida: sua sobrinha Júlia e sua irmã Mari.

Assim, vemos que é possível construir um nome original e criativo também quando queremos usar esse espaço para homenagear alguém. E, tudo isso, sem nenhum clichê.

Caso você queira saber mais sobre a história dessa empresa, clique aqui e confira a entrevista completa que a dona da Juma deu para o nosso blog.

Brainstorming

A tradução de Brainstorming é algo como chuva de ideias. Esse é um termo muito comum na publicidade e no empreendedorismo.

Mas, longe de ser apenas um termo estrangeiro, brainstorming nada mais é do que deixar fluir suas ideias sem muito “filtro”. Ou seja, esse é o primeiro momento da escolha do nome da empresa de motoboy, em que o grupo se reúne e começa a falar nomes que, por algum motivo, acham interessantes.

Novamente, sem filtro. Não é o momento de pensar “acho que esse nome já existe” ou “ninguém vai conseguir decorar”. Calma, haverá o momento para essas indagações.

Anote todos os nomes que o grupo pensou.

Filtro e pesquisa

Com os nomes anotados, agora chegou a hora de eliminar aqueles menos interessantes.

Essa eliminação pode começar de forma bem subjetiva e pessoal, eliminando os nomes que a maioria do grupo não gostou.

Mantidos os nomes interessantes, agora chegou a hora de fazer uma pesquisa.

Para isso, dois sites vão ajudar, o do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) e o WhoIs.

O primeiro ajuda a identificar se o nome ou marca que o empresário pensou já está registrada por outra pessoa. Afinal, imagine a empresa crescer e, no futuro, for identificado que o nome já estava registrado. Será uma dor de cabeça daquelas.

Já o WhoIs ajuda o empresário a descobrir se o domínio do site está livre ou, caso já esteja comprado, quem é o dono. Isso é essencial, pela questão que comentamos no início do texto, sobre a URL do site.

Muitas empresas grandes, inclusive, possuem esse problema. Uma delas é a empresa aérea Gol. Quem pesquisa apenas pelo nome da empresa e coloca .com.br, acaba caindo em um site com a temática de viagens, mas que nada tem a ver com a linha aérea.

Dessa forma, a empresa foi obrigada a deixar seu domínio como voegol.com.br.

Outra dica importante, nesse momento de filtragem e pesquisa, é caso a empresa de motoboy opere por aplicativos; verificar, nas lojas virtuais, se já existe algum app com esse nome. Afinal, caso exista, provavelmente o Google e a Apple não permitirão o aplicativo.

Decisão

Após passar pelos filtros que falamos, é provável que o empresário chegue em alguns poucos ou, até mesmo, em um único nome, aquele que será o da empresa.

Assim, chegou a hora de fazer os registros necessários.

Nessa parte, os dois sites que comentamos na etapa anterior também ajudarão, ou seja, chegou a hora de fazer o registro da sua marca no site do Inpi e comprar o domínio para o site da empresa.

Em um teste que realizamos, para uma possível empresa de motoboy, o preço do domínio ficou em 11,99 dólares.

Ah, novamente, caso a empresa atue via aplicativo, chegou a hora de subir ele nos sites das lojas virtuais da Google e Apple.

No caso das empresa de motoboys que usam a tecnologia da Machine, nós temos um tutorial bem prático para essa etapa.

Dicas rápidas

Para finalizar, vamos à algumas dicas rápidas sobre a escolha do nome da empresa de motoboy

Fuja de plágios ou “excesso de inspiração”

Algumas empresas acabam criando marcas e nomes fortes e conhecidos dentro de um determinado mercado. Assim, inevitavelmente, eles acabam se tornando inspiração para outras empresas do setor.

No mercado de entregas via motoboy, por exemplo, a Loggi criou uma marca muito forte. No entanto, jamais se deve imitar nomes ou marcas dessas grandes empresas, ou de nenhuma outra.

Além de ilegal, isso gera uma enorme confusão no cliente, que pode até, por engano, solicitar o serviço, mas imediatamente deixará uma crítica bem negativa à empresa, após perceber o engano.

Não inicie a divulgação antes de confirmar o nome

Imagine o cenário em que a divulgação da empresa de motoboy já foi iniciada, os cartazes e flyers estão impressos, mas acabam descobrindo que o nome escolhido não está disponível.

Por isso, essa dica é essencial: não faça qualquer movimento de divulgação, que leve um possível nome da empresa, sem antes confirmar todos os passos que citamos, se ele de fato poderá ser utilizado.

Nome com bairro, região ou DDD

No mercado de entregas, uma possibilidade sempre aventada, de nome para empresa de motoboy, é algo que traga uma característica do local de atuação.

Assim, geralmente, a empresa leva o nome do bairro, da região, da cidade que atua ou até do DDD.

Nesse último caso, além de trazer o aspecto regional, o número do DDD pode facilitar ao cliente achar o aplicativo da central nas lojas virtuais.

Lidar com expressões genéricas do mercado

Todo mercado possui um nome genérico, que ajuda a identificá-lo.

No caso do mercado de entregas rápidas, há uma lista, como:

  • Express;
  • Delivery;
  • Entregas rápidas;
  • Entregas urgentes.

Você pode até inserir um desses termos, para facilitar o processo de identificação da empresa, mas não abra mão de ter um nome próprio, ou seja, use uma dessas expressões como uma espécie de sobrenome.