Início » Motorista Uber precisa de maquininha?

Motorista Uber precisa de maquininha?

Motorista Uber precisa de maquininha?

A Uber oferece várias maneiras para pagamento das corridas. O passageiro escolhe a melhor para ele. Mas em pagamentos com cartão, o motorista Uber precisa de maquininha?

A Uber trabalha com diversas formas de pagamento para melhor atender passageiros e motoristas.

Assim que começou suas atividades, as únicas formas eram através de cartões de crédito. Atualmente existem mais cinco formas: dinheiro, PayPal, cartão pré-pago, débito e pontos.

Quando resolve pagar no dinheiro, o passageiro solicita a corrida e o aplicativo mostra uma estimativa de preço. Ao fim da corrida, o preço final aparece na tela do celular e o passageiro paga direto ao motorista.

Já o PayPal é um sistema de pagamento online. Para utilizar, o passageiro precisa apenas criar uma conta na plataforma. Depois tem duas opções: adicionar valores à carteira virtual ou vincular um cartão à conta. Por fim, é só adicionar o PayPal como forma de pagamento.

Por fim, a Uber também trabalha com sistema de pontos. Isto é, quando você compra um serviço e recebe pontos acumuláveis. Os parceiros da Uber são: Dotz, Nubank e Smiles.

Assim, se você é cliente de alguma dessas empresas, consulte os regulamentos e use seus pontos para viajar de Uber.

Mas afinal, o motorista Uber precisa de maquininha?

Não, não precisa. Os pagamentos realizados por meio de cartão de crédito e débito são feitos online.

Na hora do cadastro, o passageiro registra os dados do cartão na área de “Pagamento” do aplicativo e a cobrança é feita assim que o motorista aceita a corrida.

Apesar disso, é aconselhável que o motorista tenha sim uma maquininha. Isso porque a Uber disponibiliza diversas formas de pagamento e entre elas está o dinheiro.

Essa opção é personalizável e o motorista pode escolher não aceitar. Contudo, caso aceite, é bom estar prevenido. Isso porque tanto motoristas quanto passageiros estão sujeitos a imprevistos.

Quando a corrida é solicitada, o passageiro recebe uma estimativa de preço mas o trânsito e alterações de trajeto, por exemplo, podem aumentar o valor.

Assim, o motorista pode correr o risco do passageiro não ter a quantia exata. Ou então o passageiro pode pagar um valor superior e o motorista não ter troco.

Várias situações podem acontecer e, nesses casos, o motorista acaba ficando sem ter o que fazer. Nesses casos, ter uma maquininha de cartão de débito pode ajudar a resolver a situação.

Caso o passageiro não tenha a quantia exata ou o motorista não tenha troco, ele pode oferecer a maquininha para que o pagamento seja feito pelo cartão.

A passageira colocou a opção “dinheiro” e na hora ela não tinha dinheiro, só cartão de débito. Ela queria um caixa eletrônico na rota. Ai eu sugeri a maquininha de cartão e já resolvemos (Driver de Curitiba)

Dessa forma, a corrida terá sido paga e ninguém sairá no prejuízo.