Início » Motorista pode ter cartão de visita?

Motorista pode ter cartão de visita?

Banner "motorista pode ter cartão de visita?"

Os aplicativos de transporte desenvolveram plataformas para conectar motoristas e passageiros de forma aleatória. Mas, e se alguém gostou muito do seu trabalho e quer um contato para uma próxima oportunidade? Motorista pode ter cartão de visita?

Uber, 99 e Cabify viraram uma opção para o sustento de diversas famílias brasileiras. Segundo dados de 2017 do aplicativo norte americano, 500 mil motoristas estavam cadastrados para realizar corridas no Brasil.

Já a 99, aplicativo brasileiro comprado pela gigante chinesa Didi Chuxing, atraiu os motoristas do país oferecendo taxas mais atrativas e mais opções de segurança.

Além das duas gigantes da mobilidade, um leque de aplicativos regionais estão aparecendo com força em muitas cidades do país. É o caso da Me Leva Agora de Campinas, da Mobi Driver de Manaus e da Bora Cariri de Juazeiro do Norte.

Na verdade, há muitos outros apps regionais fazendo sucesso Brasil afora.

A intenção desses aplicativos é adaptar a realidade deste mercado à lógica regional. Afinal, Uber e 99 são organizados para atender em uma escala global. Porém, há diferenças gritantes de região para região. Cobrar uma taxa de 25% em uma cidade com IPVA caro, combustível alto e custos de manutenção elevado não é justo, não é mesmo?

Além disso, um aplicativo regional pode oferecer mais flexibilidade em algumas questões. Uma delas é no cartão de visitas. Afinal, Uber e 99 são implacáveis nessa situação.

As regras de Uber e 99 para os cartões de visita

Os aplicativos de transporte buscam conectar passageiros e motoristas da forma mais aleatória e impessoal possível. Ao solicitar um carro, a plataforma irá localizar o motorista mais próximo e, dessa forma, unir com o passageiro.

Assim, a intenção é que os apps seja um meio campo entre os dois. Uber e 99 usam todo seu potencial de investimento para atrair clientes e entregar para você, em troca das taxas cobradas pelo seu trabalho.

Por isso, os aplicativos não permitem que você atraia os passageiros cadastrados na plataforma para uma viagem particular. Inclusive, isso está na lista de motivos da Uber para excluir motoristas.

Na verdade, a Uber proíbe tanto o que eles chamam de angariar viagens, ou seja, oferecer um serviço por fora do aplicativo, quanto combinar viagens prévias através do app.

Segundo o motorista e youtuber Fernando Floripa, ter um cartão de visita como motorista profissional é importante e recomendável. No entanto, ele alerta que você não deve colocar marca de nenhum aplicativo no cartão. Afinal, elas são registradas e você pode ser processado por isso.

Além disso, Floripa alerta que você não deve distribuir os cartões para os passageiros durante as viagens. “Entregue para amigos, conhecidos e parentes, menos para passageiro dentro do carro durante viagem (…) os apps entendem que a relação do motorista com o app é uma parceria, eles oferecem marketing, divulgação e passageiros para você, então os passageiros são deles”.

Geralmente, os apps podem descobrir através de denúncias de passageiros. Por isso, muita atenção.

Cartão de visita como estratégia de divulgação dos apps regionais

Apesar dos impeditivos, o cartão de visita é uma excelente estratégia de divulgação.

Se você for motorista é importante conferir as regras do seu aplicativo sobre isso. Vale a pena distribuir seu cartão para amigos, parentes e conhecidos. Mas lembre de não fazer isso durante as viagens, nem realizar a viagem com o app ligado, pois pode ser entendido como uma viagem combinada.

Mas se você quiser virar um gestor e abrir o seu próprio app, o cartão de visita é ideal para divulgar o seu aplicativo.

Gestor do Me Leva Agora, um dos principais aplicativos do interior de São Paulo, Harlem Araújo conta que para divulgar o seu app, ele imprimiu cartões de visita com QR Code. Assim, os passageiros conseguiam baixar o aplicativo através do próprio cartão.

Por isso, uma estratégia para você que quer começar o seu app de transporte é imprimir e distribuir para seus motoristas o seu cartão.