Início » Motoboy precisa de curso?

Motoboy precisa de curso?

Ilustração de dois cadernos, ao lado está escrito: motoboy precisa de curso?

Sim, o motoboy precisa de curso. Além de ter, no mínimo, 21 anos e CNH ativa por pelo menos dois anos, o profissional precisa ser aprovado num curso de especialização.

Nos últimos seis anos, houve um aumento de quase 50% no número de motoboys no Brasil

O aumento se deve também graças ao crescimento dos aplicativos de entrega no país. Com a pandemia, os gastos com delivery cresceram mais de 94% entre os meses de janeiro e maio.

Sendo assim, a busca por profissionalização passou a ser uma preocupação mais constante. Contudo, muitas dúvidas surgem sobre o que é realmente primordial. Uma delas está relacionada aos cursos profissionalizantes.

Curso de especialização para motoboys

A Resolução 410 do Conselho Nacional de Trânsito fala especificamente dos cursos.

Art. 2º O curso, na forma desta Resolução, será ministrado pelo órgão executivo de trânsito do Estado ou do Distrito Federal ou por órgãos, entidades e instituições por ele autorizados;

Art. 4º Ficam reconhecidos os cursos específicos, destinados a motofretistas e a mototaxistas, que tenham sido ministrados por órgãos ou entidades do Sistema Nacional de Trânsito – SNT, por entidades por eles credenciadas e pelas instituições vinculadas ao Sistema S, concluídos até a data de entrada em vigor desta Resolução, respeitando-se a periodicidade para o curso de atualização.

As disciplinas são divididas em três módulos, tendo uma carga horária total de 30 horas.

O primeiro, considerado básico, engloba quatro matérias:

  • Ética e cidadania na atividade profissional;
  • Noções básicas de Legislação;
  • Gestão do risco sobre duas rodas;
  • Segurança e saúde.

Já o segundo módulo, o específico, fala sobre o transporte de pessoas e de cargas. São cinco horas de carga horária onde as seguintes disciplinas são lecionadas:

  • Legislação;
  • Procedimentos para o transporte de cargas;
  • Logística.

Por fim, o último módulo é uma aula prática individual específica. Para ser aprovado, o candidato precisa, necessariamente, acertar 70% das questões da prova.

É importante lembrar que o curso não é vitalício e precisa de renovação a cada cinco anos. 

Para se inscrever, o profissional precisa procurar a unidade do Detran da sua cidade.

É extremamente importante que não apenas os motoboys, mas também as empresas que os contratem, estejam atentos e mantenham os cursos sempre atualizados para a segurança de todos. 

Para mais artigos sobre o setor, não deixe de acompanhar nosso blog.