Início » Magalu Entregas: como funciona do cadastro ao rastreio?

Magalu Entregas: como funciona do cadastro ao rastreio?

logotipo da loja magalu e caixas de encomenda

A Magazine Luiza é uma das empresas que mais cresceu nos últimos anos, por isso, investiu pesado em seu sistema de entregas: o Magalu Entregas.

Publicado em 21/09/2020 – Atualizado em 09/06/2021

Em apenas 4 anos, a Magazine Luiza se valorizou em mais de 1000%.

A empresa é considerada um dos grandes casos de sucesso de companhias que conseguiram realizar sua transformação digital.

Não à toa, no primeiro trimestre de 2020 a Magalu viu seu ecommerce disparar em 73%.

Foi graças ao investimento em tecnologia, aliado à consciência social que a empresa sempre mostrou ter, que a Magazine Luiza é umas das empresas que melhor respondeu à crise do coronavírus.

Sem demitir nenhum funcionário e ampliando seu sistema de parceiros, possibilitando renda extra para diversos lojistas que precisaram fechar as portas, a empresa aumentou em 46% suas vendas, em relação ao mesmo período de 2019.

Com o digital já representando mais de 50% das vendas da varejista, o sistema de entregas ganha importância ainda maior.

E desde 2018, a empresa disponibiliza um serviço exclusivo para parceiros que vendem no marketplace da plataforma: o Magalu Entregas.

O que é o Magalu Entregas?

O Magalu Entregas é o serviço de entregas da Magazine Luiza para os parceiros que vendem pela empresa.

Ele é fruto de um contrato da Magalu com os Correios, que graças a alta demanda, consegue disponibilizar um preço menor para o serviço.

Na prática, ao se cadastrar na modalidade, o vendedor transfere para a empresa a responsabilidade pela entrega, sendo responsável apenas por imprimir a etiqueta do envio, emitir a Nota Fiscal do Produto e levá-la até a agência dos correios ou aguardar pela coleta de um funcionário da empresa.

Isso sem falar da venda, é claro.

No Magalu Entregas, a comissão é cobrada apenas sobre o valor do produto. Afinal, o frete é transferido do cliente direto para a Magazine Luiza, que é quem realiza o serviço.

O cálculo do preço da entrega é feito com base na tabela da Magalu e, em alguns momentos, ela lança promoções de frete grátis, que são avisadas aos vendedores via e-mail.

O serviço também abrange logística reversa, ou seja, a coleta de produtos devolvidos pelo cliente.

Benefícios

Segundo a empresa, os principais benefícios para os vendedores que aderem ao Magalu Entregas são:

  • Valor do frete de 10% a 15% mais barato;
  • Subsídio para reversão de até 3 pedidos por mês ou 3% dos pedidos totais no mês,
  • Responsabilização de relação com o Correios pela Magalu;
  • Tracking automático;
  • Comissão cobrada somente em cima do produto;
  • Possibilidade de frete grátis.

Para Gilmar Theobald, da Academia do Ecommerce, não há motivos para um vendedor não estar inserido no Magalu Entregas.

Regras

A principal regra do serviço é o produto caber nas especificações do Correios, ou seja:

  • Pesar até 30 Kg;
  • Dimensões de no máximo 100 cm;
  • Soma de todos os lados da caixa de no máximo 200 cm;
  • Bom índice de reputação e atendimento ao cliente.

Caso o produto do vendedor não esteja dentro das especificações, ele não estará elegível para o Magalu Entregas e será necessário uma transportadora própria.

Como funciona o Magalu Entregas?

Estando dentro das especificações, o vendedor ativa o Magalu Entregas abrindo um ticket no IntegraCommerce, a plataforma da Magazine Luiza.

Também é possível pedir a inclusão do serviço pelo e-mail.

Após isso, a empresa solicita algumas informações ao vendedor:

  • Razão Social;
  • CNPJ;
  • Nome e e-mail do responsável pela assinatura do contrato;
  • Código do Centro de Distribuição (nome para identificar o CD);
  • Endereço completo do Centro de Distribuição;
  • Tempo que o vendedor demora para levar o produto até os Correios.

Em seguida, a Magazine Luiza envia o documento para o vendedor assinar.

Com o documento assinado, a equipe da plataforma configura o serviço na loja virtual e, ao terminar, confirma a inclusão no Magalu Entregas.

Como dicas de boas práticas, a empresa dá alguns conselhos aos vendedores:

  • Despachar o pedido dentro do prazo combinado no contrato;
  • Não cadastrar produtos que ultrapassem as medidas dos Correios;
  • A etiqueta do produto é válida por sete dias após a impressão;
  • Em caso de dúvidas, abrir ticket na plataforma.

A empresa explica que o cadastro é feito diretamente no portal do Magalu. E que 24 horas após o preenchimento dos dados, o vendedor já está dentro do sistema.

Eles disponibilizam uma etiqueta para que o vendedor possa colocar em seus produtos e através de uma ferramenta de rastreio, o cliente pode acompanhar o deslocamento do produto.

Recentemente, a empresa também disponibilizou um serviço de coleta em algumas cidades do Brasil, em que a própria equipe Magalu vai até o centro de distribuição do vendedor e recolhe o produto. Para isso, não é necessário pagar mais nada, apenas abrir um chamado no Portal.

A empresa também separa as entregas em dois tipos:

  • Full: todos os produtos estão dentro da especificação;
  • Híbrido: parte dos produtos estão fora da especificação.

No último caso, os produtos que não estão nas especificações terão os preços calculados através do integrador ou da tabela do Portal Magalu e as entregas são de responsabilidade do vendedor. Por isso, é necessário:

  • Emissão de etiquetas próprias;
  • Realização do processo de postagem;
  • Atualização dos status da entrega.

Como fazer entregas para a Magazine Luiza?

fundo amarelo escrito logbee em preto com uma abelha

A Magalu Entregas é o sistema da Magazine Luiza, em parceria com os Correios, para melhores condições de entregas dos produtos dos lojistas do Marketplace da empresa. Já a Logbee é a plataforma de entregas adquirida pela Magalu em 2018.

Alguns entregadores interessados em realizar as entregas da Magazine Luiza, acabam confundindo os serviços e achando que precisam se cadastrar no Magalu Entregas.

No entanto, quem deseja realizar as entregas dos produtos da empresa, precisa realizar o cadastro na Logbee.

Atualmente, a plataforma cadastra entregadores nas seguintes cidades:

  • Região Sul – Caxias do Sul – RS
  • Região Sul – Curitiba – PR
  • Região Sul – Itajaí – SC
  • Região Sul – Londrina – PR
  • Região Sul – Porto Alegre – RS
  • Região Sudeste – Belo Horizonte – MG
  • Região Sudeste – Campinas – SP
  • Região Sudeste – São Paulo – SP
  • Região Sudeste – Ribeirão Preto – SP
  • Região Nordeste – Fortaleza – CE
  • Região Nordeste – Maceió – AL
  • Região Nordeste – Recife – PE
  • Região Nordeste – Teresina – PI
  • Região Centro Oeste – Goiânia – GO
  • Região Centro Oeste – Brasília – DF
  • Região Centro Oeste – Campo Grande – MS

Para realizar o cadastro é necessário apresentar CNH, RG e documento do veículo.

Se o veículo não for do entregador, é necessário foto do RG e CNH do proprietário.

Caso o entregador seja registrado na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), é necessário informar também o Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas.

Também é necessário possuir MEI, mas a Logbee informa que auxilia nesse processo.