Início » Loggi Leve: o sistema da Loggi para transportadoras

Loggi Leve: o sistema da Loggi para transportadoras

Na ilustração, um entregador está entrado pela porta e dando uma pacote para uma moça. Ao lado está escrito "Loggi Leve: o sistema da Loggi para transportadoras".

A Loggi Leve permite que transportadoras utilizem a plataforma do principal aplicativo de entregas do Brasil.

O início da pandemia da Covid-19 marcou uma grave crise econômica em diversos setores.

Ao mesmo tempo em que serviços como viagens via aplicativo, shows e compras presenciais caíram, o comércio eletrônico cresceu exponencialmente.

A receita movimentada por esse segmento em 2020 foi de 2,43 trilhões de dólares – e a expectativa é que esse valor chegue a US$3,4 trilhões até 2025.

Nesse cenário, grandes desafios começaram a surgir. Atender a grande demanda de entregas de forma segura, eficiente e rápida é a missão de todos os envolvidos no processo de comércio online.

Para isso, a cada dia vão surgindo novas soluções de logística. Uma delas é a Loggi Leve.

Loggi Leve: o que é e como funciona?

A modalidade Leve é uma espécie de franquia da Loggi, em que transportadoras podem usar a tecnologia da empresa, sendo um braço dela nos municípios.

Segundo o fundador da empresa, Fabien Mendez, em entrevista a Exame, a Leve nasceu para levar a tecnologia da Loggi a mais de 5000 municípios brasileiros, realizando entregas em até 48 horas. Até nos locais mais remotos.

A empresa oferece toda a parte tecnológica e operacional para as transportadoras. Os parceiros têm acesso a uma plataforma integrada onde acompanham em tempo real as encomendas em transporte e as pendentes, além de outras informações para otimizar a operação.

Além da plataforma em desktop, os parceiros também passam a ter um aplicativo para seus entregadores. O gestor cria e separa listas para cada entregador, podendo, assim, monitorar o que cada um entregou no dia.

Através desse app o cliente pode assinar, comprovando que recebeu a encomenda.

Como ser uma transportadora parceira?

Os interessados devem entrar em contato com a empresa pelo site: loggi.com/leve

Tempos depois, a Loggi retorna o contato solicitando informações como:

  • Se você já atua com entregas expressas?
  • Quantos entregadores possui?
  • Quais modais utilizados para a realização das entregas?
  • Possui um local para o recebimento das mercadorias?
  • Qual seu CNPJ?
  • Endereço no qual acontecerá a operação de entregas.

Os parceiros precisam ter obrigatoriamente:

  • Um espaço de armazenamento com pelo menos 60m²;
  • Celular Android com 3G para cada entregador;
  • Computador que tenha, necessariamente, acesso à internet;
  • Leitor de código de barras;
  • CNPJ e CNAE de transporte de cargas e/ou serviço de entregas rápidas.

Após o contato inicial, o processo de aprovação leva, em média, duas semanas para se concretizar.  

O pagamento para as transportadoras parceiras é feito via depósito bancário quinzenalmente e varia de acordo com a quantidade de encomendas entregues durante o período.

O conteúdo das encomendas vai variar de acordo com os e-commerces da região — de livros a eletrodomésticos.

Atualmente, a Loggi opera nas maiores cidades do país, como Brasília, Curitiba, Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro, e usa a Leve justamente para expandir sua operação.