Início » O que você precisa saber antes de lançar seu aplicativo de transporte?

O que você precisa saber antes de lançar seu aplicativo de transporte?

Leia isso antes de lançar seu aplicativo

Apenas ter um aplicativo não basta para o seu negócio de mobilidade urbana ser um sucesso. Por isso, separamos algumas dicas que você precisa saber antes de lançar seu aplicativo de transporte.

O mercado de transporte por aplicativo revolucionou a forma com que as pessoas se locomovem pela cidade.

Agora, você não tem nenhuma desculpa para beber e dirigir, por exemplo. Afinal, com poucos toques no seu celular, você tem à disposição um transporte rápido e seguro.

No Brasil, os aplicativos formaram um dos principais mercados no mundo. O país é o segundo principal mercado da Uber, perdendo apenas para os Estados Unidos.

Além disso, a 99, principal aplicativo nacional, foi a primeira empresa no país a bater a casa de um bilhão de dólares.

Os altos preços e a precariedade do transporte público aliados às altas taxas de desemprego no país, fizeram os grandes apps encontrarem terreno fértil para construir seu mercado.

Além dos grandes aplicativos, empresários por todo o país estão lançando seus próprios apps.

Sem precisar de nenhum conhecimento técnico ou familiaridade com programação, eles contratam a Machine, que fica responsável pela tecnologia e manutenção do app. Enquanto isso, o gestor se dedica à administração do negócio.

Mas não vai pensando que isso é fácil. Detalhes podem representar o sucesso ou não do aplicativo.

Por isso, a nossa equipe de Sucesso do Cliente separou algumas dicas que você precisa saber antes mesmo de lançar seu aplicativo.

1 – Não divulgue seu aplicativo sem antes confirmar a marca

Imagine o seguinte cenário: antes de lançar o seu aplicativo de transporte na loja virtual, você abre uma página no Facebook e no Instagram, compra milhares de panfletos para divulgação e ainda contrata um carro de som para circular pela sua cidade.

No entanto, o Google não aceita o nome do seu app. Isso significa que você desperdiçou boa parte do seu investimento em marketing à toa. Afinal, já que o nome do aplicativo foi recusado na loja, você é obrigado a mudar.

Isso acontece porque o Google identificou que o nome do aplicativo já está sendo usado por outra empresa ou é muito semelhante a outra marca.

Por isso, aqui vai outra dica.

2 – Tenha um nome criativo e fácil de achar na loja virtual

Criar o nome da sua empresa não é uma atividade simples, não é mesmo?

Você precisa pensar em algo que seja criativo, simples e fácil de achar na loja virtual.

Nomes que remetam ao mercado de mobilidade, como Car, Driver, Mobi ou Mobilidade são bons nomes, no entanto já estão saturados nas lojas.

Por isso, quando seu cliente procurar por você, ele encontrará diversos outros similares e até mesmo concorrentes. Um nome comum vai levar seu aplicativo lá para baixo na lista da loja virtual.

Assim, busque um nome que remeta a algo da sua cidade. Pode ser uma caraterística, um ponto turístico e até mesmo o DDD. Jamais plagie ou tome como referência grandes aplicativos. Pode ser que o Google libere por um tempo. No entanto, a qualquer momento você pode ser denunciado e seu aplicativo sairá do ar.

3 – Foque sua divulgação no seu diferencial

Uma das primeiras ações que você precisa tomar é descobrir o que o seu app vai ter de diferente dos demais.

O preço dele vai ser menor? Os carros serão melhores? Os motoristas terão algum diferencial?

Você precisa encontrar o seu diferencial e focar sua divulgação nele. Às vezes, o maior erro que o gestor de um aplicativo pode ter é não entender seu diferencial e não deixar claro sua mensagem na divulgação.

Ah, e não esqueça que sua divulgação deve ser por um lado voltada aos passageiros e por outra voltada aos motoristas. Por isso, encontre seu diferencial para ambos os lados.

Um diferencial interessante é oferecer opcionais tanto aos seus motoristas quanto aos seus passageiros. Dessa forma, você conecta a disponibilidade de um com a necessidade do outro.

Para entender mais sobre isso, confira o ebook que preparamos sobre o assunto.

4 – Comece pequeno e expanda de acordo com aumento da sua demanda

Seu aplicativo não deve começar no Brasil inteiro.

Por isso, foque em uma cidade. Se preciso, foque em uma região da cidade ou até mesmo em um bairro. Isso não tem nada de errado, muito pelo contrário, pode representar o sucesso do seu app.

Afinal, um dos fortes do seu aplicativo de transporte será a proximidade com passageiros e motoristas. Algo que nem Uber, nem 99 e nem Cabify tem. Por isso, aproveite esse diferencial.

Além disso, não cadastre muitos motorista logo no início. Afinal, vale lembrar que a mensalidade cobrada pela Machine varia de acordo com o número de motoristas que você tem.

Se você cadastra, por exemplo, cem motoristas e ainda não tem muitos passageiros realizando viagens, os motoristas ficarão logados e não vão receber corridas.

Assim, é melhor que você comece com vinte motoristas, mas que todos realizem corridas do que começar com centenas e tocar uma vez ou outra para eles.

De acordo com o aumento da sua demanda, vá cadastrando novos motoristas e alcançando novos lugares

Você está pronto para lançar seu aplicativo de transporte?

Agora que você já entendeu alguns tópicos essenciais para saber antes de lançar seu aplicativo de transporte, você está pronto para entrar nesse mercado?

Participe do nosso grupo no WhatsApp e não perca nenhuma notícia do mercado dos aplicativos de entregas e transporte de passageiros. Clique aqui.