Início » Ganhos do Motorista Uber: preço fixo, app Rebu e as mudanças

Ganhos do Motorista Uber: preço fixo, app Rebu e as mudanças

mulher com mão esquerda no volante, e mão direita segurando telefone

O aplicativo Rebu é uma importante ferramenta para aumentar os ganhos do motorista Uber.

Há muitos aspectos que afetam os ganhos do motorista Uber.

O preço fixo era a forma com que a Uber calculava o valor de suas corridas. Assim o passageiro, pagava o valor estimado, mesmo se o motorista pegasse trânsito ou até mesmo fizesse um caminho mais rápido.

Isso porque a Uber realizava uma estimativa do tempo e distância. No entanto, os motoristas podiam optar por outras rotas, utilizando apps como o Waze.

Antes mesmo do preço fixo, a Uber realizava uma estimativa diferente, colocando uma certa margem. Por exemplo, o passageiro solicitava a corrida e recebia a informação que ela deveria custar entre 32-35 reais.

No entanto, o mercado de aplicativos expandiu. A concorrente espanhola da Uber, a Cabify, passou a realizar o preço fixo, e por meio dos seus algoritmos, previa o tempo, a distância e consequentemente o valor final da corrida.

Isso acabava dando segurança ao passageiro. Afinal, ao solicitar a corrida, ele sabia exatamente quanto sairia. Porém, gerava certo desconforto para os motoristas.



Exemplo dos ganhos do motorista Uber com o preço fixo

Imagine o seguinte cenário. O passageiro solicitava uma corrida, a Uber então calculava que o motorista realizaria este trajeto de 9,2 Km em 15 minutos. Seguindo os cálculos de preço do app, isso significa que o motorista receberia:

2 + (15 x 0,26) + (9,2 x 1,4) x 0,75 = R$ 14,08

No entanto, assim que o passageiro entrou no carro e iniciou a corrida, ele pedia para o motorista passar em um outro lugar. A rota então calculada pela Uber de 9,2 Km em 15 minutos iria para 10 Km em 18 min. O motorista então ao final da corrida deveria receber o seguinte valor:

2 + (18 x 0,26) + (10 x 1,4) x 0,75 = R$ 15,51

Ou seja, neste exemplo, o motorista perdeu R$1,43. O que parece pouco, mas que no dia a dia vai somando e se torna um bom dinheiro. Então como resolver isso?

Primeiramente, caso o passageiro pedisse antes de iniciar para passar em algum outro local, a orientação era solicitar a ele a alteração no próprio app.

Se por algum motivo o passageiro não realizasse a alteração, o próprio motorista poderia alterar a viagem no seu app. No entanto, caso o motorista percebesse o erro, ele deveria reportar imediatamente ao app.

Mas sabemos que com o dia a dia puxado de um motorista era muito difícil parar, realizar os cálculos e ficar constantemente enviando a correção para o app.

Rebu

Por isso, o motorista Uber Marlon Luz, que também é programador, desenvolveu o aplicativo Rebu.

Ele possibilita realizar rapidamente os cálculos da sua viagem e reportar ao aplicativo. “As empresas tem pessoas diferentes, programadores de computação, que usam variáveis e algoritmos diferentes para os cálculos das rotas. Alguns analisam melhor o trânsito ou a velocidade média das ruas, outros nem tanto (…) é por isso que é normal essa diferença no cálculo da rota”, disse Marlon.

Marlon conta em um de seus vídeos que o Rebu teve 100 mil downloads e graças ao app, foi devolvido aos motoristas um valor de 1,7 milhão de reais.

Mudanças nos ganhos do motorista Uber

As reclamações foram tantas com o preço fixo que a Uber passou a realizar semanalmente um recálculo no valor das corridas realizadas pelos motoristas. Em alguns casos corrigindo o dinheiro para mais, caso os motoristas tenham perdido dinheiro na corrida e em outros para menos, caso os motoristas tenham ganho mais do que o app havia previsto.

No entanto, as correções ainda eram imperfeitas e havia semanas que os motoristas Uber não tinham seus ganhos reajustados. Foi por isso que em março de 2018, a Uber decidiu passar a calcular o valor de suas corridas utilizando não mais as estimativas do app e sim a viagem de fato realizada pelo motorista.

A notícia gerou uma especulação de que preço fixo da Uber teria acabado. Mas na verdade, como o próprio Marlon disse, o tipo de cálculo se manteve para o passageiro.

Caso motorista tenha realizado a viagem em um tempo e distância maior da calculada pela Uber, o motorista recebia o valor correto, sendo que esse valor virá dos 25% que o app cobra de cada viagem.

“Algumas pessoas chegaram a pensar que por causa dessa mudança seria o fim da taxa de 25%, mas isso não tem nada a ver. Pode ser que em algumas corridas, pelo fato da Uber assumir o prejuízo, a taxa fique em 23% ou 24%, mas lembrando que se o motorista fizer uma melhor que a calculada pela Uber, o app pode ganhar até mais de 25%”, explica Marlon.

Vamos a um exemplo:

Corrida estimada:

Distância: 9,2 Km

Tempo: 15 minutos

2 + (15 x 0,26) + (9,2 x 1,4) x 0,75 = R$ 14,08

Valor pago pelo passageiro: R$19,53

Valor ganho pela Uber: R$5,45

Corrida real:

Distância: 10 Km

Tempo: 18 minutos

2 + (18 x 0,26) + (10 x 1,4) x 0,75 = R$ 15,51

Com a mudança anunciada pela Uber, o motorista sem precisar recorrer aos cálculos. Assim, ele recebe o valor justo de R$15,51, que sairá dos ganhos do app.

No caso dessa nossa corrida R$5,45.

Mudanças no Rebu

Com as mudanças no cálculo dos ganhos do motorista Uber, o aplicativo deixou de ter a a utilidade inicial.

Por isso, o aplicativo foi atualizado com novas funções. Então, o Rebu passou a mostrar a melhor região para o motorista trabalhar, locais com sanitários gratuitos, postos com GNV e Lava Rápidos.

Rebu: melhor região

Ao apertar a opção Melhor Região, o motorista indicará a distância que ele quer ser informado. As opções são: até 800m, até 1200m, até 1600m ou até 2000m.

Após indicar, o motorista receberá a informação com o número de locais em que há movimento de pessoas. “Na fase de teste consegui faturar 37 reais por hora utilizando o Rebu no UberX aqui em São Paulo (…) o tempo de espera em cada chamada não passou de um minuto”, disse Marlon no anúncio da atualização.

O trabalho realizado pelo Rebu é dado por meio de uma análise do aumento de celulares presentes naquela região em um determinado momento. Caso haja um aumento repentino de celulares neste local, o Rebu entende que é o lugar perfeito para o motorista estar. “Se você tem uma quantidade de pessoas em um local, essa quantidade tem um pico, muito provavelmente esse número vai cair (…) Saindo de lá, essas pessoas vão buscar um app”.

Além das informações dessas informações, o novo Rebu irá monitorar a qualidade da internet da região que você está. Caso ela esteja muito baixa, o app irá te enviar um alerta para você mudar de local. Afinal de contas, uma conexão ruim atrapalha a realização das corridas.

Plano Premium

A maior parte das funcionalidades do aplicativo são gratuitas, com exceção da Melhor Região. Essa funcionalidade terá dez usos gratuitos, caso o motorista queira ter acesso a principal funcionalidade do aplicativo, deverá assinar o plano premium, que custa 14,90/mês.

Marlon lembrou que a Uber também realizou uma atualização prometendo levar os motoristas aos melhores locais. “A atualização da Uber é totalmente diferente, pois joga o motorista para onde ela quer, não é melhor para o motorista, mas para ela, que consegue equalizar os motoristas pela cidade”.

O app está disponível para Android e pode ser baixado na Play Store do Google.