Início » Dark Kitchen: como elas impulsionam os serviços de entregas?

Dark Kitchen: como elas impulsionam os serviços de entregas?

Homem cozinhando, aparace apenas suas mãos segurando uma frigideira. Ao lado está escrito: dark kitchens: como elas podem impulsionar seu serviço de entregas

Dark Kitchens são restaurantes e lanchonetes sem espaço físico para atender seus clientes, tornando indispensável um serviço de entregas.

Feche os olhos e imagine agora que você está no seu restaurante ou lanchonete preferida.

Imaginou?

Provavelmente veio a sua mente um local repleto de mesas e cadeiras, com garçons simpáticos ou, até mesmo, um ambiente de diversão para as crianças.

Estabelecimentos alimentícios foram e são, até hoje, muito mais do que meros locais de alimentação.

São espaços em que as pessoas se encontram para rever amigos, ter encontros, fazer negócios e estar com a família.

No entanto, cada vez mais os consumidores optam por pedir comida em casa ou no trabalho, evitando deslocamentos até os estabelecimentos.

A prova disso são os números do mercado de entrega, que crescem cada vez mais todos os anos.

Apenas o iFood, em novembro de 2019, chegou a marca de 26,6 milhões de pedidos no mês, representando um aumento de 116% em comparação a novembro de 2018.

É dessa forma que o mercado de entregas de alimentos avança, movimentando cerca de 11 bilhões de reais por ano, segundo a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel).

Um dos reflexos desse movimento tem sido a criação de um novo tipo de negócio, as dark kitchens ou, se preferir, cozinhas fantasmas ou virtuais.

Nesse modelo, o restaurante, bar ou lanchonete não possui uma loja física, tendo apenas uma cozinha para o preparo das refeições e o posterior envio até os clientes.

O modelo é semelhante ao das lojas virtuais de ecommerce. Você entra na plataforma do estabelecimento, faz seu pedido e recebe em casa.

Hoje vamos falar sobre esse modelo de negócio, e como ele pode ser um importante cliente para o seu serviço de entregas.

O que são Dark Kitchens?

Dark Kitchens, ou cozinhas fantasmas, são estabelecimentos como restaurantes, lanchonetes e bares que não contam com um espaço físico para atender clientes.

Dessa forma, eles podem alugar uma cozinha ou um espaço menor, somente para o preparo do alimento e o envio para clientes que entrarem em contato via WhatsApp, Facebook ou por meio de um aplicativo como iFood e Uber Eats.

Isso significa que esses estabelecimentos são 100% focados na entrega, fazendo com que um serviço especializado seja indispensável.

Atualmente, segundo levantamento da Abrasel, 12% dos estabelecimentos do ramo de alimentos possuem essa característica.

Uma matéria publicada no site da revista Forbes revelou que grandes aplicativos do setor estão investindo na produção de cozinhas, para atender esse tipo de estabelecimento.

Segundo um dos especialistas entrevistados, esse modelo pode representar uma economia de 30% a 40%, já que não contará com custos de contratação de garçons, muitos funcionários, nem o aluguel de um espaço maior.

Além dos estabelecimentos que alugam uma cozinha, esse modelo de negócio abre espaço para chefs profissionais ou amadores, que desejam vender seus produtos caseiros.

Dessa forma, é possível montar uma pequena hamburgueria, pizzaria ou uma fábrica de bolos dentro da sua própria cozinha.

Evolução do mercado de entregas

Segundo o professor Sérgio Molinari, especializado na área de serviços de alimentação, o movimento das Dark Kitchens iniciou na Ásia, mas já permeou Europa e EUA, ganhando força agora no Brasil.

“As Dark Kitchens tem a ver com o grande crescimento do delivery no Brasil e no mundo. É um desdobramento e uma evolução quase que natural de como alimentar o mercado”, explicou em um vídeo para seu canal no Youtube.

Ele explica que elas são, basicamente, operadores de foodservice (serviços de comida) caracterizados por terem a parte interna de um restaurante, mas não a parte externa, onde é vendido e servido o alimento para o consumidor.

Ele explica que, do ponto de vista do proprietário de um estabelecimento, a vantagem é o barateamento da operação, que não precisa ter preocupação com decoração, mobiliário, estacionamento, limpeza de banheiro e assim por diante.

Para ele, as Dark Kitchens ganham corpo na medida em que o delivery não precisa estar diretamente ligado a um restaurante com espaço físico.

“É uma forma rápida, que envolve um nível de investimento muito baixo, além de um tempo e uma dificuldade de implementação baixa para alguém operar”.

Oportunidade de negócio para centrais de entregas

Bem, já ficou claro que as Dark Kitchens não existem sem um serviço de entregas.

Dessa forma, se você possui uma empresa de motoboys ou um outro tipo de serviço de entregas, esse é um mercado para ficar de olhos bem abertos.

Ao contrário de um estabelecimento físico, esses restaurantes fantasmas, em tese, precisariam contratar o plano entregas do iFood.

Atualmente, para seus produtos serem vendidos e entregues pelo iFood, é cobrada uma taxa de 27%, mais uma mensalidade de R$130,00.

Dessa forma, vamos usar o exemplo de uma jovem empreendedora que deseja vender seus brownies virtualmente.

Então, ela realiza uma sessão de fotos com seus produtos, abre um instagram e começa a fazer uma divulgação.

Ela cataloga sua loja de brownies no iFood e passa a vender por lá. Decide que o valor mínimo que um cliente poderá comprar na sua loja é de R$10,00 e o produto mais caro é um combo de R$60,00.

Dessa forma, caso o cliente compre o valor mínimo, a empreendedora ficará com R$7,30 e o iFood com R$2,70.

Caso um outro cliente compre o combo mais caro, a loja fica com R$43,80 e o iFood com R$16,20.

Assim, provavelmente, essa empreendedora já precificou seus produtos levando em conta a porcentagem do iFood.

Por isso, o seu serviço de entregas pode realizar uma parceria com essa pequena empreendedora, oferecendo um frete que varie de acordo apenas com a distância da entrega. Isso possibilita que ela ofereça um preço mais competitivo ao cliente final e estabeleça um contato direto com ele.

Cliente Machine atendendo Dark Kitchens

O módulo de entregas da Machine é ideal para empresas de motoboys e serviços de entregas que queiram atender Dark Kitchens.

Afinal, o cliente da Machine pode disponibilizar o painel de solicitação de entregas para esses pequenos empreendedores.

Assim, em poucos cliques, eles conseguem calcular o valor do frete, informar o cliente e solicitar um entregador parceiro.

Captura de tela do painel de gestão do aplicativo Machine

Por isso, pesquise estabelecimentos desse tipo na sua região e ofereça a eles condições especiais para que você realize suas entregas.

Pense também em realizar campanhas no Instagram e no Facebook, voltadas a esse público. Com os serviços de entregas de alimentos cada vez mais em alta, as Dark Kitchens serão grandes “molas” para impulsionar o seu negócio.

Participe do nosso grupo no WhatsApp e não perca nenhuma notícia do mercado dos aplicativos de entregas e transporte de passageiros. Clique aqui.