Início » Como fazer entregas no Uber Eats?

Como fazer entregas no Uber Eats?

entregador

No Brasil, só será possível fazer entregas para a Uber Eats até 7 de março de 2022, já que a empresa anunciou a saída do produto do país.

Publicado em 12 /05/2021 – Atualizado em 20/01/2022

A Uber Eats é uma grande plataforma de entregas, e muitas pessoas enxergaram nela uma oportunidade de geração de renda.

Quando entrei na empresa em 2017, o Uber Eats era um negócio de US$ 2,5 bilhões. E já vamos superar os US$ 50 bilhões agora. Em termos de volume, o delivery se tornará maior do que a parte de corridas, principalmente porque vamos para o mercado, para a farmácia e para todo tipo de comércio local. É um negócio maior.

Dara Khosrowshahi, CEO da Uber em reportagem dada ao The New York Times

Apesar disso, a operação em território brasileiro não estava mostrando retorno de acordo com as expectativas da empresa, que na primeira semana de 2022 divulgou o encerramento das atividades nacionais do serviço.

A plataforma aceita entregas por bicicleta, carro e moto.

Para se cadastrar é bem simples.

Você precisa ser maior de 18 anos e enviar a documentação necessária.

Baixe o app Uber Driver ou acesse o site da empresa

Se você ainda não possui cadastro na Uber, você pode se inscrever no aplicativo Uber Driver ou no site.

Tela inicial da Uber para motoristas

Faça o cadastro

Para criar uma conta é necessário completar com seu nome completo, endereço, e-mail e cidade de onde você está e da qual você pretende fazer suas entregas.

Cadastro para entregadores da Uber

Se possuir, insira o código de indicação

Logo abaixo desses dados existe a opção de indicação, que é um número que a Uber disponibiliza para motoristas e entregadores parceiros indicarem colegas para a plataforma.

Porém se você não o tiver, não é obrigatório.

Cadastro para entregadores da Uber

Leia os termos de uso e política de privacidade

Logo em seguida, há os termos de uso e política de privacidade. Para se resguardar em relação a possíveis dúvidas e infrações, é importante lê-los.

Escolha o veículo e envie seus documentos

Após ler os termos de uso no item anterior e clicar em continuar você será redirecionado para a próxima página. Nela você terá que indicar como pretende fazer suas entregas.

As opções são carro, moto e bicicleta.

Na opção carro e moto há documentos específicos como CNH com a opção “Exerce Atividade Remunerada”, certificado de registro e licenciamento do veículo, também válido, que pode ser tanto em Pessoa Física (PF) quanto em Pessoa Jurídica (PJ).

Para a opção bicicleta é necessário apenas um documento com foto, como o RG.

Cadastro para motoristas da Uber

No caso do nosso exemplo escolhemos a opção de entregar usando uma bike.

No caso de modais motorizados, o app pedirá mais informações sobre o seu veículo.

Já no nosso exemplo de entregas com bike, o app vai solicitar menos informações, como é possível observar na imagem abaixo.

Após dar informações sobre o seu veículo, é a hora de terminar o seu cadastro disponibilizando mais informações sobre você.

É necessário ler os acordos legais da Uber, para não infringir nenhuma regra no exercício da profissão, fornecer seu número de Whatsapp e uma foto para seu perfil. Lembre-se: as imagens devem ter uma boa qualidade, sem estar tremidas ou com sombra.

Captura de tela do aplicativo da Uber

Ao final você deve aceitar o “Consentimento Legal”, que permite a Uber verificar seus dados pessoais e checar seus antecedentes criminais.

Segurança nunca é demais não é mesmo? Logo após é só esperar o contato da Uber, por e-mail ou por Whatsapp indicando que o seu cadastro está liberado e você pode começar a pegar corridas, que acontece em até 24 horas.

Devido a pandemia, a ativação da conta pode levar mais tempo do que o normal.

Consentimento legal para motoristas da Uber

Encerramento do Uber Eats no Brasil

A Uber anunciou logo no começo deste ano o fim das operações do Uber Eats no Brasil.

O principal motivo seria a grande concorrência que o iFood representa. O app, que é a principal plataforma de marketplace de restaurantes do Brasil, com 80% de participação de mercado, enfrenta inclusive denúncias na Justiça sobre um possível monopólio.

O iFood criou uma barreira de mercado brutal, impedindo que os restaurantes se cadastrem em outros marketplaces, e reduzindo a competitividade a ponto de tornar inviável para os novos entrantes.

Fontes do Brazil Journal

A previsão é que a partir de 7 de março as operações dessa linha sejam totalmente interrompidas. A empresa planeja divulgar uma comunicação específica para seus clientes e colaboradores.

Com 10% da participação do mercado do delivery e números que indicavam um crescimento mundial na lucratividade do Uber Eats, a decisão pegou em cheio o mercado de delivery.

E o entregador, como fica?

A preocupação dos entregadores é que com a saída de um serviço onde qualquer motorista do aplicativo principal poderia trabalhar, haja prejuízo na renda.

A expectativa é que a empresa caminhe na direção da criação de um grande aplicativo de entregas que unirá as demais vertentes de delivery da companhia.

No Brasil, a multinacional já atua com a Uber Flash, Uber Flash Moto e Uber Direct, todas categorias de entregas de objetos. Além disso, a empresa adquiriu em 2019 a Cornershop, uma startup de entregas de supermercado.

Em todos esses casos, o motorista poderá continuar atendendo pedidos normalmente através do aplicativo do Uber Driver e Cornershop.

A Uber segue seu compromisso com seus mais de 1 milhão de motoristas parceiros que geram renda fazendo viagens e entregas pela plataforma — o volume de viagens no Brasil já é maior do que o registrado no período anterior à pandemia.

Comunicado da Uber

A Machine é a principal tecnologia para criação de aplicativos de transporte e entregas do Brasil. Juntos, os apps desenvolvidos com nossa tecnologia já tiveram mais de 130 milhões de solicitações.