Início » Como investir em mobilidade urbana?

Como investir em mobilidade urbana?

Como investir em mobilidade urbana?

Os millennials revolucionaram as formas de consumo. Nesse cenário, aprenda como investir em mobilidade urbana e conquistá-los.

Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), os brasileiros gastam mais com transporte privado do que com público em praticamente todas as faixas de renda.

O levantamento apontou, ainda, que esses gastos crescem à medida que a renda vai aumentando.

Gráfico: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)

Diversos fatores levam a esse gasto maior com transporte privado. Ineficiência ou ausência de transporte público na região e economia, devido ao compartilhamento de corridas, são dois deles. O Ipea também destacou na sua pesquisa o aumento das tarifas de ônibus acima da inflação nos últimos anos.

Os novos adultos não querem carro próprio

Quando se trata de transporte privado, existem duas categorias: o individual (ou o carro próprio) e os aplicativos de transporte. Entre eles, a opção preferida vem sendo a segunda.

A Universidade de Harvard, nos EUA, apontou uma queda de 12% na compra de carros entre as pessoas com menos de 35 anos entre 2006 e 2011.

Ao reduzir a análise apenas ao Brasil, nota-se que 65% dos brasileiros preferem solicitar corridas com um aplicativo de transporte ao invés de ter um carro próprio. Além disso, 77% deles são adultos entre 18 e 34 anos.

Quando se analisa não só a preferência mas a aquisição, de fato, apenas 28% dos adultos desta faixa etária que moram sozinhos ou com até uma pessoa têm veículos.

Assim, é perceptível que essa nova geração de adultos – os chamados millennials – mudaram a forma de usufruir da mobilidade urbana. Desta forma, quem está empreendendo no mercado precisa entender o perfil desses novos consumidores e se adaptar a eles.

É importante entender a dor dos clientes

Um ponto importante que chega nesse “pacote” de mudanças de consumo dos millennials é que eles não são mais tão apegados às marcas. Eles buscam marcas que entendam suas dores, solucionem seus problemas e sejam engajadas nas causas que eles também acreditam.

Além disso, eles buscam não só a resolução dos problemas, mas eficiência, interação e autenticidade na resolução.

Isso é extremamente vantajoso para novos empreendedores que ainda não tem uma marca consolidada no mercado.

Outro ponto positivo é que essa geração gosta de experimentar produtos e serviços novos. Quando a novidade é tecnológica, 56% deles afirmam estar entre o primeiro grupo a utilizá-la.

Se você oferece resoluções eficientes e inovadoras aliadas à uma experiência de compra diferenciada e preço justo, suas chances de atender as necessidades dessa nova geração de consumidores é grande.

Como investir em mobilidade urbana nesse cenário?

Em entrevista ao Pequenas Empresas Grandes Negócios, o vice-presidente do Instituto Smart City e head da Kick Ventures, Rodrigo Quinalha, ressaltou que o mercado de mobilidade urbana é muito rentável, mas isso depende da eficiência e do diferencial do serviço.

É uma nova era que, sem dúvida, vai priorizar que o transporte não seja só efetivo, mas também eficiente. A economia compartilhada, juntamente com novos aplicativos e startups vão ajudar muito para resolver o problema da mobilidade dentro de um contexto muito positivo.

Rodrigo Quinalha

Sendo assim, um dos melhores caminhos para empreendedores de mobilidade urbana é o investir em aplicativos de transporte.

O professor de marketing digital André Miceli da Fundação Getúlio Vargas, em um entrevista ao site Infor Channel, observou que os números indicam que 20 milhões de brasileiros possuem, pelo menos, um app de mobilidade instalado.

Apesar de grandes marcas como Uber e 99 já estarem consolidadas, lembre-se: a nova geração de consumidores está em busca de eficiência e autenticidade. Nesse cenário surgem os aplicativos de transporte regionais.

Contudo, antes de decidir investir em mobilidade urbana, existem passos fundamentais para seguir. Afinal, uma boa ideia de serviço precisa ser aliada de boas táticas de negócio.

Invista em segmentação

O primeiro é entender realmente a dor dos seus clientes. Apesar dos gostos similares quando se olha de forma macro, os millennials abrangem uma grande faixa etária e têm suas particularidades.

Por isso, o ideal é entender qual é a necessidade maior dos consumidores da sua região. Aposte em segmentação, não em generalização.

Antes de começar a empreender, a pergunta “Qual é o diferencial do seu negócio?” precisa estar respondida.

Algo muito particular desta nova geração é que, ao invés de filhos, eles têm preferido adotar animais de estimação. Quem tem um pet e solicita, frequentemente, corridas em apps de transporte já deve ter percebido que nem sempre é fácil embarcar com seu animal no carro.

Dessa forma, conectar motoristas que aceitam pets com passageiros que precisam transportá-los é um exemplo de opcional para segmentar o mercado.

Para outros exemplos de opcionais, você pode conferir este artigo.

Comece pequeno e vá expandido aos poucos

Ainda que esta nova geração seja aberta à novos serviços, o ideal ao iniciar a empreender é começar em microrregiões. Isso não tem nada de errado, muito pelo contrário, pode representar o sucesso do seu aplicativo.

Também não contrate muitos motoristas de uma vez. Você precisa ter um número equilibrado de motoristas e solicitações de corridas. Assim sempre será possível atender de forma eficiente os dois lados.

Isso, inclusive, é um fator muito importante. No início do seu empreendimento é essencial contar com o feedback positivo de todos.

Se uma pessoa fica satisfeita com o seu serviço, ela indica para um familiar ou amigo e esse ciclo cria sua rede de clientes. De acordo com o estudo da Qualibest, 56% dos consumidores confiam em produtos indicados por amigos ou parentes.

Invista fortemente em marketing

Segundo a Harvad Politicial Review, os millennials passam, em média, 25 horas por semana online. São muitas informações consumidas diariamente e é preciso disputar a atenção deles.

A autenticidade precisa estar presente também na sua estratégia de marketing. Ela precisa ser irreverente, forte e criar identificação através dos valores da sua marca.

Os millennials não compram apenas um produto. Eles compram a experiência e o posicionamento da marca. Além disso, 50% deles tende até a pagar mais caro por um produto de uma empresa que apoia uma causa importante para eles.

Outro ponto importante é: apenas 1% dos millennials se sentem influenciados por uma publicidade comum. O aconselhável é apostar na construção de uma relação com esse público.

Isso pode ser feito através de marketing de conteúdo, e-mail marketing, postagem em redes sociais, etc. Tudo vai depender do seu público e da estratégia que quer seguir.

Para saber mais sobre como explorar o marketing no seu negócio, confira este artigo.

Você está pronto para investir em mobilidade urbana?

Agora que você já entendeu o novo perfil dos consumidores e alguns tópicos essenciais para saber antes de lançar seu aplicativo de transporte, você está pronto para entrar nesse mercado?

Participe do nosso grupo no WhatsApp e não perca nenhuma notícia do mercado dos aplicativos de entregas e transporte de passageiros. Clique aqui.