Entregador em uma moto, ao lado está escrito: como funciona o módulo de entregas da Machine?

Como funciona o módulo de entregas da Machine?

Desde o começo de abril, o módulo de entregas da Machine possibilita que nossos clientes também realizem esse tipo de serviço.

Desde 2013, a plataforma da Machine possibilita que empreendedores de todo Brasil lancem seus próprios apps de transporte.

Com a Machine, tanto cooperativas de taxistas, mototaxistas e grupos de motoristas de aplicativo podem lançar seus apps. e concorrer com grandes multinacionais do mercado.

Foi assim que, em todo Brasil, passaram a surgir aplicativos locais que, mesmo sem o investimento das gigantes, fazem um sucesso enorme entre os moradores.

Afinal, um negócio local pode se adaptar à realidade da região, configurando preços, taxas para motoristas e formas de trabalho. Além, é claro, de manter os ganhos da empresa no local, ajudando na economia da região.

Com isso, aplicativos como a Urbano Norte, Xofer, Rotas Brasil e tantos outros se espalharam pelo país.

Porém, com o mercado ficando cada vez mais competitivo e oferecendo novos desafios, a plataforma deu um passo além.

Assim, desde abril de 2020, os clientes da Machine também podem usar a sua plataforma para realizar entregas de mercadoria.

Com isso, abre-se uma nova possibilidade de negócios, tanto para quem já é cliente, quanto para quem deseja adquirir uma plataforma.

Por exemplo, empresas de motoboys, que também foram engolidas nos últimos anos, podem modernizar sua frota, oferecendo um app de qualidade para entregadores, empresas parcerias e clientes.

Estamos falando de um mercado que cresce exponencialmente a cada ano, modificando o hábito de consumo das pessoas que, cada vez mais, desejam comodidade e conforto.

Por isso, vamos te explicar como funciona o módulo de entregas da Machine.

Parceria entre empresas e aplicativos locais

O primeiro ponto, para começarmos a entender o modelo de negócio do módulo de entrega da Machine, é saber a diferença entre ele e outros players do mercado.

Provavelmente, quando você ouve o termo “aplicativo de entregas”, já imagina empresas como iFood, Uber Eats ou Rappi.

No entanto, o foco desses aplicativos não é apenas realizar entregas. Afinal, eles detêm um cadastro de milhares de restaurantes e estabelecimentos em sua plataforma.

Para fazer um pedido, o cliente precisa instalar o app e escolher entre as opções disponíveis no cardápio.

Após isso, dependendo do plano que o estabelecimento possuir, o aplicativo realiza ou não a entrega.

O módulo de entregas da Machine busca possibilitar que empresas de motoboy, por exemplo, garantam que esses estabelecimentos tenham uma comunicação mais direta com o cliente.

Dessa forma, o cliente de uma pizzaria entra em contato diretamente com o estabelecimento, realiza seu pedido e em seguida, o funcionário solicita um entregador parceiro para o serviço.

Tudo através da plataforma, que o aplicativo disponibilizará para essa parceira.

Além de atender estabelecimentos que não estão presentes nos grandes apps, os serviços de entrega também podem auxiliar aqueles que usam os planos mais simples desses apps.

O iFood, por exemplo, além de possuir um plano de entregas em que cobra uma mensalidade de R$130,00 e uma taxa de 27% sob os produtos vendidos, também disponibiliza um plano mais barato, em que o estabelecimento fica responsável por entregar o produto.

Assim, essas empresas de entregas podem usar a plataforma Machine para prestar serviços a esses estabelecimentos.

Como funciona na prática o módulo de entregas da Machine?

Ao contratar a plataforma da Machine, o empresário recebe um painel de gestão, um painel de solicitação de entregas e dois aplicativos, um para entregadores e outro para clientes finais, pessoas físicas que desejam transportar algo.

O painel de gestão, como o nome indica, é o ambiente virtual em que você irá controlar a operação da sua empresa.

Nele, você irá cadastrar os entregadores, as empresas conveniadas, habilitará as funcionalidades do seu aplicativo e, é claro, definirá as tarifas das entregas dos seus parceiros.

A plataforma também disponibiliza um painel de indicadores, para que você tenha acesso a importantes informações da sua operação e possa traçar estratégias para garantir a expansão do seu negócio.

Cadastrando empresas parceiras

Como falamos anteriormente, o principal desafio de um gestor nesse tipo de modelo de negócio é estabelecer parcerias com empresas da região.

Você buscará oferecer o melhor serviço de entrega com o preço mais acessível possível.

Caso você queira saber um pouco mais de como fazer essa aproximação a esses estabelecimentos, preparamos um artigo sobre como oferecer seu serviço de entregas.

Com a parceria acordada, você irá cadastrar a empresa dentro da sua plataforma.

Com a empresa cadastrada, você irá liberar o acesso ao painel de solicitação de entrega. Isso garante que o seu cliente possa pedir um entregador parceiro no momento em que precisar.

É possível dar dois tipos de acesso às suas empresas parceiras: gestor e operador. O gestor poderá adicionar novos usuários e ter acesso aos relatórios de entrega, enquanto o operador poderá apenas solicitar novas entregas.

Após esses passos, sua empresa parceira já poderá solicitar entregas no seu aplicativo através do painel de solicitação.

Ele tem uma interface bem simples, permitindo que seu cliente possa, em alguns cliques, contar com o seu serviço.

Veja, basta ele colocar o endereço da entrega, a categoria do veículo que o produto deve ser transportado (bicicleta, moto, caminhão, etc) e a forma de pagamento do frete.

Caso necessário, ele pode adicionar informações como número do pedido, observações e nome do cliente.

Ao clicar em solicitar, a corrida será disparada para um dos seus entregadores. O estabelecimento poderá acompanhar tudo em tempo real.

Definindo as suas tarifas

Com o módulo de entrega da Machine, você define as suas tarifas do seu jeito, e tudo dentro da plataforma.

Há três formas de realizar o cálculo da entrega. A primeira, é definindo o preço por Km rodado e pelo tempo de deslocamento do entregador.

A outra é definida pelo Km rodado e o tempo em que o entregador ficou parado.

Por último, a forma mais tradicional de definir o cálculo do frete é pela tabela de Km.

Com ela, você define faixas de distância e preços diferentes para sua entrega.

Dá pra notar que, com o módulo de entregas da Machine, você consegue criar uma empresa ou modernizar seu serviço de frete.

Por isso, caso tenha ficado interessado, preencha o formulário aqui na página. Um dos nossos especialistas entrará em contato.

Ah, e não esqueça: foco na divulgação e na realização de parcerias com empresas da sua região.