Início » Como fazer o relatório de cobrança dos motoristas?

Como fazer o relatório de cobrança dos motoristas?

carro com cinto de segurança à mostra com a legenda ao lado: Como fazer o relatório de cobrança dos motoristas?

Fazer o relatório de cobrança dos motoristas é uma atividade essencial na gestão do seu negócio.

Você, que empreende na área de transporte, tem a missão de gerir o próprio negócio de forma que este permaneça sendo lucrativo, enquanto oferece o melhor serviço para os seus clientes.

No desenvolvimento dessa gestão, muitas dúvidas podem surgir, e uma delas é a respeito da cobrança dos motoristas cadastrados no seu app.

Seja qual for o tamanho da operação da sua empresa, é importante manter a organização.

Por isso, vamos aprender como fazer o relatório de cobrança dos motoristas.

Passo a passo do relatório de cobrança

Primeiro, é primordial que você, como gestor do app, estipule valores de cobrança para os clientes e, segundo, para os motoristas do seu serviço.

Esses valores de cobrança aos motoristas podem vir de algumas possibilidades, como as seguintes:

  • percentual por corrida
  • mensalidade
  • valor fixo por corrida

A Uber, por exemplo, disponibiliza no seu app de passageiros o “Detalhamento de Preço”, que varia de acordo com a cidade.

Seguindo esse exemplo tabelado, a cobrança pelas corridas realizadas pelos motoristas do seu aplicativo poderia ser feita da seguinte forma:

  • Valor de preço base – por exemplo, R$ 2,00
  • Preço mínimo – em torno de R$ 6,67
  • Acréscimo por minuto – de R$ 0,17
  • Acréscimo por quilômetro – R$ 1,55

Lembrando que esses são exemplos dos valores que os passageiros têm acesso no app, e pagam para utilizar o serviço.

Para saber os valores recebidos pelos motoristas, basta acessar o próprio app de cada um; esses valores também variam de acordo com a cidade.

Caso pretenda adaptar os exemplos de taxas de cobrança observadas no mercado, você deve definir qual das possibilidades se adequa mais ao seu negócio: percentual por corrida, valor fixo, ou mensalidade.

Ferramentas principais

Após as escolhas dos valores de cobrança, para clientes e motoristas, o terceiro passo é extrair os relatórios semanais ou mensais na plataforma.

Na Machine, por exemplo, os dados ficam integralmente disponíveis em relatórios, que podem ser gerados com o preenchimento do período desejado e do status da corrida. Para serem gerados, basta acessar o menu específico sobre Corridas, e escolher a aba Consultar Corridas.

Nela, é possível acessar todas as informações inerentes à operação.

Sejam de transporte ou de entregas, o gestor pode consultar as corridas realizadas no seu aplicativo, tendo a possibilidade de filtrá-las por: período, forma de pagamento, status (de “finalizada”, por exemplo), dentre outros.

Para diferenciar os tipos de corrida, ou os valores inerentes a cada uma, é necessária a aplicação desses filtros específicos.

Embora o gestor tenha, na plataforma, todas as informações necessárias, a gestão financeira e administrativa fica em suas mãos. Logo, o quarto passo é decidir como serão recebidos os valores totais pelas corridas dos seus motoristas.

Esse gestor pode optar por emitir boletos, combinar (caso a caso, de forma particular) com os motoristas, ou adotar a utilização de outra plataforma.

Nesses casos, há plataformas como as da Superlógica e da Conta Azul, que são empresas especializadas nessa posterior administração e gestão de negócios. Se você apresenta dificuldades de realizar a gestão do seu app (combinando com os motoristas, por exemplo), elas podem te auxiliar.

Além do blog, você pode conhecer mais sobre o serviço de transporte e entregas pelo nosso canal no YouTube. Inscreva-se e aproveite!