Início » Ame Flash: como fazer entregas para as Lojas Americanas?

Ame Flash: como fazer entregas para as Lojas Americanas?

fundo cinza escrito ame flash em rosa

Para fazer entregas das Lojas Americanas, o entregador deve se cadastrar no Ame Flash, o aplicativo de entregas da empresa.

Publicado em 22/04/2021 – Atualizado em 11/11/2021

Há no mercado cada vez mais plataformas que realizam entregas para pequenos, médios e grandes e-commerces do Brasil.

Algumas empresas, como é o caso das Americanas S.A, criaram a própria plataforma para cadastrar entregadores autônomos.

A dona das Lojas Americanas, Submarino e Shoptime desenvolveu o Ame Flash, um aplicativo para os profissionais que desejam trabalhar com as entregas das lojas do grupo.

Como fazer cadastro na Ame Flash?

Para fazer seu cadastro na Ame Flash é necessário, antes de qualquer coisa, verificar se você preenche todos os requisitos estabelecidos pela plataforma (confira no item abaixo).

Em seguida, o entregador deve instalar o aplicativo, disponível apenas para celulares Android (a partir da versão 5.0) na Play Store.

Ame Flash na Play Store
Foto: Reprodução/Play Store

Com o aplicativo instalado, o entregador deve abrir o app e clicar em ‘Seja um Flasher!

Tela inicial do Ame Flash

Chegou a hora de fazer o cadastro inicial na plataforma.

Primeiramente, o entregador deve preencher um formulário inicial com Nome completo, CPF, e-mail e Número de celular.

Formulário inicial de cadastro na Ame Flash

Após uma breve confirmação do número de telefone, através de uma mensagem SMS, o entregador pode criar a senha da conta no Ame Flash.

Em seguida, ele deve informar a área em que pretende atuar (confira abaixo as cidades em que a Ame Flash está presente).

O entregador vai assinar os termos de uso e partir para finalizar o processo de cadastro.

Para isso, é necessário apresentar alguns documentos.

Os primeiros documentos exigidos são os dados do Cadastro MEI: Razão Social e CNPJ.

É obrigatório ser um Microempreendedor individual para trabalhar no aplicativo.

Em seguida, a plataforma pede mais alguns documentos.

Após o envio, as informações vão para a Verificação de Segurança, processo que leva apenas alguns minutos.

Caso sejam aprovadas, o entregador recebe um e-mail de confirmação e, após isso, já pode utilizar a Ame Flash para fazer as entregas.

Como funciona as entregas na Ame Flash?

Os entregadores são chamados via aplicativo para fazer as entregas das Lojas Americanas, Shoptime e Submarino.

Ao receber uma solicitação, irá aparecer na tela do entregador o preço pelo serviço, a quilometragem e o bairro onde vai ocorrer a coleta e a entrega do produto. Basta o entregador aceitar ou não.

Tela de entrega do Ame Flash
Foto: Reprodução/Play Store

No caso de aceite, o entregador vai até o local e, antes de chegar, deve sinalizar, pelo próprio app, que chegou no local da retirada. A empresa afirma que é importante que essa sinalização seja feita, ou o serviço pode ser redistribuído para um outro entregador.

Ao chegar na loja, ele deve apresentar RG ou CNH e informar o código da retirada.

Caso haja mais de um pedido, o app calcula automaticamente uma rota para entrega, mas não é obrigatório que ela seja seguida.

Com os produtos em mãos, o entregador vai até o cliente, realiza a entrega, colhendo os seguintes dados: nome completo, CPF e assinatura igual a do RG.

Também é possível optar por uma foto do cliente como comprovante na hora da entrega.

Caso o entregador não consiga realizar o serviço, ele pode reportar direto no aplicativo, informando se o cliente estava ausente, se a loja estava fechada, se o cliente recusou a entrega ou até mesmo se o endereço não foi localizado.

Nesses casos, o entregador devolve o produto na loja em que ele foi coletado.

Requisitos

  • Ter mais de 18 anos;
  • Ser MEI (Microempreendedor Individual);
  • Ter Carteira Profissional Definitiva de Habilitação para carros e motos;
  • Ter EAR (Exerce Atividade Remunerada) na carteira de motorista;
  • Não ter nenhum registro no seu Atestado de Antecedentes Criminais;
  • Utilizar um veículo com licenciamento válido;
  • Para entrega de bike ou a pé, ser MEI para cadastro.

No caso do EAR, a empresa explica que ele pode ser obtido em qualquer unidade do Detran ou do PoupaTempo. É necessário fazer um exame psicotécnico e de aptidão física e mental. Ambos devem ser realizados em clínicas credenciadas pelo Detran do estado.

Para dar entrada no processo é necessário portar a CNH original e uma cópia, além dos resultados dos exames e do comprovante de pagamento das taxas, que variam de local para local. Para o processo, é cobrado a taxa pelos exames e para a emissão da nova CNH.

Confira o conteúdo que preparamos tirar uma CNH com EAR.

Quanto recebe o entregador da Ame Flash?

A empresa não divulga uma tabela com os preços de suas tarifas, mas o valor a ser recebido varia de acordo com o desempenho, ou seja, depende da quantidade de entregas feitas.

Vale ressaltar que o aplicativo pode solicitar entregas de segunda a sexta das 9h às 19h e sábado e domingo das 9h às 16:00h.

A quantia recebida por corrida corresponde a um preço proporcional ao valor cobrado no frete da entrega do cliente.

O pagamento é feito de 2 em 2 dias através da Ame Digital, a conta digital gratuita das Americanas S.A, mas pode ser realizada a transferência para o banco cadastrado pelo entregador.

Para não pagar taxas, o entregador precisa habilitar a opção “Vender com Ame” direto no app da conta.

Em que lugares a Ame Flash atua?

O serviço da Ame Flash está disponível em mais de 400 cidades ao redor do Brasil, como:

  • São Paulo;
  • Rio de Janeiro;
  • Curitiba;
  • Belo Horizonte;
  • Brasília;
  • Fortaleza;
  • Campinas;
  • Salvador.

Qual a relação entre entregadores e a Ame?

Por ser necessário ser MEI, o entregador não se torna um funcionário da Ame Flash, mas sim um profissional autônomo.

A plataforma explica que funciona apenas como intermediária do serviço entre clientes e entregadores, não havendo relação hierárquica, ou trabalhista entre a Ame Flash e os entregadores.

O MEI pode ser feito no Portal do Empreendedor ou no meibrasil.com.

Para isso, é necessário:

  • Cadastro no Portal de Serviços do Governo Federal.
  • Dados pessoais: RG, Título de eleitor ou Declaração de Imposto de Renda, dados de contato e endereço residencial.
  • Dados do negócio: tipo de atividade econômica realizada, forma de atuação e local onde o negócio é realizado. 

Também é necessário informar o número do recibo da sua declaração de imposto de renda ou do título de eleitor.

O Governo Federal informa que para os beneficiários da previdência, como salário-maternidade, auxílio-doença, auxílio-idoso, aposentadoria por invalidez, Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social, o MEI pode gerar o cancelamento do benefício.

Titulares, sócios ou administradores de outras empresas não podem realizar cadastro como MEI, assim como alguns servidores públicos.

Sobre o mercado das entregas

O mercado de entregas passa por um crescimento exponencial nesse momento.

Mesmo antes do período da pandemia da COVID-19, já era possível perceber o quanto esse tipo de negócio se expandia ao observar inúmeros casos de sucesso em investimentos na área, como Ifood e Loggi.

São cada vez maiores os grupos comerciais que entram nesse setor da logística urbana, saindo do antigo modelo padrão de entregas, para a criação de um sistema próprio que terceiriza o transporte até o consumidor, a chamada última milha.

Esse modelo de sistema já se consolidou, beneficiando não somente as empresas, que agora podem expandir sua rede de entregas com mais facilidade, mas também as pessoas que têm interesse em se tornar entregadores, já que existem diversas vagas no mercado.

Dos principais e-commerces do Brasil, é cada vez mais raro encontrar um que não tenha a sua própria plataforma de entregadores autônomos.

A Via Varejo, por exemplo, dona das Casas Bahia, do Ponto Frio e do Extra, adquiriu a ASAP Log para fazer as entregas dos produtos de suas lojas direto para a casa do consumidor, modelo conhecido como Ship from Store.

A Magazine Luiza foi atrás da paulista Logbee com o mesmo objetivo.

Já as Americanas S.A, responsável pelas Lojas Americanas, Submarino e Shoptime desenvolveu sua própria tecnologia, a Ame Flash.

A plataforma funciona de forma semelhante a um aplicativo de transporte ou até mesmo os apps de entregas de comida como iFood e Uber Eats.

Assim, os entregadores autônomos se cadastram na plataforma e recebem os serviços através dele para realizar a coleta em uma das lojas da rede e a entrega na casa do cliente.


A Machine é a principal tecnologia para criação de aplicativos de transporte e entregas do Brasil. Juntos, os apps desenvolvidos com nossa tecnologia já tiveram mais de 130 milhões de solicitações.