Início » Como as corridas do meu aplicativo serão calculadas?

Como as corridas do meu aplicativo serão calculadas?

Ilustração de uma clicando uma calculadora, ao lado está escrito "Como as corridas do meu aplicativo serão calculadas?"

Você poderá escolher entre três métodos para calcular as corridas do seu aplicativo: pré-calculado fixo, pré-calculado variável e pós-calculado.

O objetivo da Machine é democratizar a tecnologia dos aplicativos de transporte para empreendedores de todo Brasil.

Por isso, nossa missão é dar a maior liberdade possível para que eles possam administrar seus apps de forma independente.

Enquanto isso, nós cuidamos da tecnologia.

Uma das dúvidas mais comuns de possíveis clientes é como será feito o cálculo das tarifas.

Vale lembrar que na Machine as tarifas podem ser definidas de três formas:

  • Quilômetro e minuto rodado;
  • Quilômetro e hora parada;
  • Tabela de Km.

Em cada uma delas, o gestor vai definir o valor de cada um dos parâmetros, seja o preço base, o valor por tempo, a distância ou as faixas.

Já fizemos um conteúdo para nossos clientes de entregas sobre o assunto, mas vale o mesmo também para transporte de passageiros.

Clique aqui para ler.

No entanto, hoje vamos explicar quais são as formas que o sistema usa para calcular esse valor e mostrar para seus passageiros quanto eles precisarão pagar pelo serviço.

Pré-calculado fixo

Os aplicativos de transporte tipo Uber e 99 ganharam grande apelo popular por diversos motivos.

Um deles é a falta de surpresa na hora de pagar pelo serviço.

Afinal, basta o passageiro simular uma viagem, que ele saberá exatamente quanto vai pagar. Sem surpresas.

Em alguns casos, ele consegue até ver mais detalhes, como as tarifas cobradas por cada parâmetro: tempo, quilômetro, impostos ou outros custos fixos.

O método pré-calculado fixo considera o valor final o mesmo valor da estimativa.

Ou seja, ao simular a corrida de um ponto A para um ponto B, o sistema vai calcular, usando nossas ferramentas de mapas, quanto tempo a corrida vai durar e qual distância o motorista vai percorrer.

Com esses indicativos, o aplicativo mostra para o cliente o preço estimado.

Ao final da corrida, mesmo que o motorista tenha pego um caminho maior ou menor, o preço final será o mesmo da simulação.

Mas, é possível autorizar o motorista a modificar o preço ao final da corrida, inclusive colocando uma margem de alteração para mais ou para menos.

Tipos de cálculo na plataforma da Machine

No entanto, isso deve ser feito com muito cuidado, para não criar um clima de frustração para o passageiro, que pensava que iria pagar um valor X, mas acabou pagando mais.

Assim, se o gestor entender que o motorista deve ser protegido no caso de uma possível mudança de rota, há uma outra maneira de calcular a corrida.

Pré-calculado variável

No método pré-calculado variável, antes de solicitar uma corrida, o passageiro receberá uma estimativa de preço.

No entanto, colocamos um recado informando possíveis mudanças no valor final.

Ao contrário do pré-calculado fixo, o método variável vai usar as informações do GPS para saber quanto de fato o motorista dirigiu.

Assim, se o mapa estimou que ele faria o caminho em 15 minutos, mas aconteceu um acidente no percurso e o tempo passou a ser 45 minutos, o valor da corrida será maior.

Pós-calculado

O método pós-calculado permite que o motorista decida ao final da corrida qual será o valor do serviço.

Ao pedir um veículo, o passageiro receberá uma estimativa de acordo com o que a empresa definiu como tarifa.

No entanto, assim como no método pré-calculado variável, haverá uma mensagem de alerta, informando que o valor é apenas uma estimativa e pode ser alterado.

Ao final da corrida, o motorista colocará no app o valor definido pelo serviço.

Esse tipo de método é utilizado por empresas que trabalham com preços fixos ou tabelados, como centrais de táxi e mototáxi.