Início » Como abrir uma empresa de táxi?

Como abrir uma empresa de táxi?

À direita, há uma ilustração de um táxi, à esquerda, está escrito: como abrir uma empresa de táxi?

Se você já trabalha na área e quer descobrir como abrir uma empresa de táxi, confira o artigo que preparamos para você.

Apesar das seguidas mudanças pelas quais o mercado do táxi passou nos últimos anos, a oportunidade de abrir uma empresa no setor é vista como uma possibilidade real, principalmente para taxistas que desejam profissionalizar ainda mais seu negócio.

Dessa forma, ter um ambiente competitivo com as empresas de transporte particular via aplicativo.

Hoje, vamos falar como abrir uma empresa de táxi.

Classifique corretamente a sua empresa

O primeiro passo é classificar corretamente a atividade que sua empresa vai exercer. De acordo com a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE), existem duas subclasses onde os serviços de táxi se enquadram. 

A hierarquia de classificação é a seguinte: 

Seção: Transporte, armazenagem e correio

Divisão: Transporte terrestre

Grupo: Transporte rodoviário de passageiros

Classe: Transporte rodoviário de táxi

Subclasse: Serviço de táxi (4923-0/01) ou serviços de apoio ao transporte por táxi, inclusive centrais de chamada (5229-0/01).

Se você for taxista individual, sua atividade se encaixa. Mas, para abrir empresa seja por central de chamada ou via aplicativo, é necessário que se cadastre na segunda opção.

Conheça a legislação 

É muito importante conhecer a legislação nacional, estadual e municipal antes de começar o processo de abertura da empresa. 

O que diz a lei federal?

  • a atividade de taxista é a utilização de veículo automotor, sendo ele próprio ou não;
  • atividade de taxista é o transporte público individual e remunerado de passageiro, limitado a sete pessoas;
  • taxistas do Brasil inteiro deverão possuir a carteira nacional de habilitação nas categorias B, C, D ou E;
  • taxistas precisam realizar cursos de relações humanas, direção defensiva, primeiros socorros e também um básico de mecânica e elétrica para veículos;
  • inscrição obrigatória de todos os tipos de taxistas no INSS;
  • é dever do taxista atender ao cliente com presteza e polidez, trajar-se adequadamente para a função, manter o veículo em boas condições de funcionamento e higiene, manter em dia a documentação do veículo exigida pelas autoridades competentes e obedecer à Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 – Código de Trânsito Brasileiro, bem como à legislação da localidade da prestação do serviço. 

Depois, é necessário consultar a legislação específica do seu estado e município. Alguns pontos como, por exemplo, a quantidade mínima de veículos exigidos para montar uma frota podem alterar.

Além disso, é no município que você vai conseguir a licitação que vai te permitir exercer a atividade.

Cooperativas

Existe, ainda, a opção de montar uma cooperativa de táxi. Nessa modalidade, não existe uma permissão de exercício única, mas sim um conjunto de profissionais autônomos, cada qual com sua permissão, reunidos em uma pessoa jurídica.

Essa pessoa jurídica vai gerenciar a frota/cooperativa, disparando chamadas e agendando viagens. Mas atenção: nesse sistema não existe vínculo empregatício entre a cooperativa e os taxistas associados.

Tenha todas as licenças necessárias

Além da permissão para o exercício da profissão – obtida com a prefeitura da cidade – existem outras licenças e certificados que você precisa emitir antes de começar a atuar. São elas: 

  • Licença ambiental;
  • Vistorias e observâncias às normas de segurança (apenas em caso das cooperativas ou empresas permissionárias);

Defina a forma de operação da sua empresa

Como sua empresa de táxi vai funcionar? Vai ser uma cooperativa? Ou vai trabalhar oferecendo serviços corporativos para empresas?

Independente da forma de atuação, nessa parte você também vai precisar definir por qual meio seus serviços serão entregues. Será por WhatsApp? Central telefônica? Site?

Um setor que vem crescendo é o de aplicativos. Assim, diversas empresas oferecem seus serviços através de um app.

Dentro desse segmento, há duas opções: contratar um desenvolvedor freelancer ou uma empresa especializada.

Falando especificamente de empresas especializadas, você pode optar por uma que construa seu app do zero ou uma que ofereça uma plataforma white label.

No primeiro caso, essa empresa vai te ajudar a construir um aplicativo 100% novo, em que você poderá participar da criação desde o início, definindo seu design, suas funcionalidades e deixando-o totalmente do seu jeito.

É uma ótima opção, uma vez que você pode personalizar o aplicativo totalmente. Contudo, o custo é bem elevado, o que pode não ser tão interessante nesse primeiro momento em que você está começando a montar sua empresa de táxi.

A via de operação mais vantajosa, nesse cenário, é uma plataforma white label. Você alugar um app pronto, com todas as funcionalidades garantidas e pode fazer alterações pontuais para dar a cara do seu negócio.

Invista em branding

Não basta ter uma logomarca, criar redes sociais e esperar que as pessoas conheçam a sua empresa. Você precisa investir em branding, ou seja, fazer a gestão da sua marca. 

É muito importante ter uma presença online, uma estratégia de marketing digital e um desenvolvimento de marca para que não apenas os seus serviços sejam conhecidos, mas para que sua empresa seja sinônimo de credibilidade e qualidade.

Estudar sobre marketing digital ou contratar uma empresa para realizar o serviço é um dos pontos principais do crescimento do seu negócio.