Início » 99Entrega: o que você precisa saber sobre essa categoria

99Entrega: o que você precisa saber sobre essa categoria

pessoa segurando uma caixa

A 99 não ficou atrás das principais concorrentes e também lançou a categoria de entregas com carros particulares: 99Entrega.

Publicado em 29/06/2020 – Atualizado em 11/06/2021

Fica cada vez mais evidente, para as grandes empresas, que o deslocamento de pessoas e produtos é um movimento integrado.

Não à toa, Uber e 99 já possuíam seus produtos voltados às entregas de alimento: Uber Eats e 99 Food.

Enquanto a primeira disputava o mercado brasileiro de igual para igual com outros apps, a 99 food estava “engatinhando”, presente em poucas cidades do Brasil, ainda em fase de teste.

No entanto, a pandemia da Covid-19 fez acelerar o processo de integração entre transporte de passageiros e objetos.

Por isso, assim como a Uber lançou sua categoria Flash, a 99 colocou no ar a modalidade 99Entrega.

Hoje, vamos falar tudo o que é preciso saber sobre essa categoria.

O que é a 99Entrega?

É a categoria de entregas de objetos, com carros particulares, do aplicativo de transporte brasileiro 99.

Assim, da mesma forma que o passageiro solicita o motorista para realizar um determinado deslocamento, ele pode solicitar o envio de um objeto.

A empresa anunciou a categoria em junho de 2020, como uma das medidas para ampliar os ganhos dos motoristas durante a pandemia.

Segundo comunicado enviado à imprensa, a 99Entrega possibilita aos usuários enviarem objetos pessoais a amigos, familiares e colegas de forma simples, segura e rápida, respeitando o isolamento social.

O Diretor de Operação e Produto da 99, Davi Miyake, explica que o lançamento, tanto da categoria entregas, quanto da 99Poupa, levaram em consideração as necessidades dos usuários, com foco em segurança, conveniência e acessibilidade, ao mesmo tempo que ajuda os motoristas a manterem seus ganhos.

Esse tipo de categoria está presente em outros países da atuação da Didi Chuxing, empresa chinesa que comprou a 99 em 2018.

Segundo a empresa, 50% das solicitações da modalidade entregas é realizada por microempreendedores para o envio de seus produtos até a casa do cliente. O sistema permite realizar cinco entregas simultâneas, com três destinos diferentes em cada uma delas.

Ainda segundo a 99, os setores que mais utilizam as entregas da plataforma são:

  • Confeitaria;
  • Roupas;
  • Costura;
  • Artesanatos e representantes de cosméticos;
  • Floriculturas;
  • Supermercados;
  • E-commerce.

Entre os clientes da 99 estão a Giuliana Flores, maior floricultura online do país, e a ONG Gerando Falcões, que utiliza os motoristas da 99 para recolher doações para o bazar da organização.

Em quais cidades a 99Entrega funciona?

No início de junho de 2021, a 99 anunciou a expansão do 99Entrega para todas as cidades do Brasil em que o aplicativo tem operação.

Esse já era um desejo da empresa, que revelou que em pouco tempo após a criação da modalidade, ela já era responsável por 5% das solicitações dos usuários da plataforma nesses locais, e representava um aumento de 21% dos ganhos dos motoristas.

Segundo a empresa, o motivo são os grandes deslocamentos que os usuários solicitam, que chega a ser 30% maior do que em outras categorias.

Vale lembrar que a categoria estava presente em apenas algumas capitais e grandes cidades do país:

  • Belém;
  • Belo Horizonte;
  • Brasília;
  • Campinas; 
  • Cuiabá;
  • Curitiba;
  • Fortaleza;
  • Goiânia;
  • Joinville; 
  • Londrina
  • Manaus;
  • Porto Alegre;
  • Recife;
  • Rio de Janeiro;
  • Salvador;
  • Santos
  • São José dos Campos;
  • São Paulo;
  • Uberlândia; 
  • Vitória.

Como funciona a 99Entrega?

Ao solicitar uma corrida na categoria entregas, o cliente informa, dentro do aplicativo, o nome do destinatário e demais informações sobre o serviço.

Chegando no local da coleta, o cliente é quem deve colocar o objeto dentro do porta-malas ou no banco traseiro do carro. Afinal, deve-se evitar o contato físico.

O motorista é responsável apenas pelo transporte do objeto, ou seja, ele não irá fazer compras, pagar contas ou qualquer outro trâmite para o cliente.

Ele também não terá nenhuma linha de comunicação com o destinatário. Assim, é de responsabilidade de quem envia o objetivo de avisar a pessoa sobre o deslocamento do motorista.

Caso ele chegue ao local e não encontre ninguém em até 10 minutos, ele retorna ao ponto da coleta para fazer a devolução do objeto. Se, novamente, não tiver ninguém no local, ele pode deixar o objeto na porta.

Assim como nas demais categorias, é possível colocar até três paradas e o pagamento pode ser feito no cartão no app, Paypal ou dinheiro, que deve ser entregue no momento da coleta do objeto.

Em caso de alteração da rota ou retorno do motorista, por não achar o destinatário, o valor pode ser alterado.

Ela só está disponível, por enquanto, das 6h às 23h.

Para as empresas que utilizam o serviço, a 99 disponibiliza uma plataforma que permite gerenciar as entregas e acompanhar o fluxo de custos, podendo pagar tudo ao final do mês via boleto, ou seja, o tradicional faturado.

Para isso, a empresa precisa realizar um cadastro no corp.99app.com/cadastro-do-usuario.

Como habilitar a categoria?

Tanto para motoristas, quanto para clientes, não há nenhum processo específico para habilitar a categoria. Basta selecionar a opção dentro do próprio app, caso você esteja dentro da zona de cobertura.

Quanto custa uma entrega pela 99?

As entregas são calculadas da mesma forma que na categoria POP, e também podem sofrer alterações em momento de pico de solicitação.

Na imagem abaixo, um exemplo da tabela de tarifas da categoria na cidade do Rio de Janeiro.

Imagem da tabela de preços da categoria entregas da 99

Quais objetos são proibidos de serem transportados?

A categoria também serviu para formalizar um serviço comum entre motoristas de aplicativo que, muitas vezes, gerava insegurança, por transportar um objeto desconhecido.

Dessa forma, a 99 regulamentou alguns tipos de objetos proibidos de serem transportados pelos motoristas, que são:

  • Dinheiro, cheque ou títulos de crédito;
  • Produtos ilícitos e/ou roubados;
  • Bebida alcoólica;
  • Tabaco;
  • Animais;
  • Armas de fogo ou munições;
  • Materiais perigosos (inflamáveis, combustíveis, explosivos ou venenosos);
  • Drogas e entorpecentes;
  • Jóias;
  • Gift cards;
  • Objetos de alto valor (acima de R$500);
  • Objetos com mais de 10 Kg ou que não caibam no porta-malas fechado do veículo;
  • Medicamentos controlados;
  • Quaisquer outros itens cujo transporte seja proibido por lei.

Sendo assim, o motorista que atua na categoria entregas da 99 deve transportar objetos simples e pessoais, de baixo valor, com menos de 10 Kg.

Por isso, caso o cliente queira transportar um objeto não aceito nos termos de uso, o motorista pode cancelar a corrida.


A Machine é a principal tecnologia para criação de aplicativos de transporte e entregas do Brasil. Juntos, os apps desenvolvidos com nossa tecnologia já tiveram mais de 130 milhões de solicitações.